29 de outubro de 2009

O Rei de Marrocos não lê o Corão?


Afinal não são só os católicos que não lêem a Bíblia, como recentemente tão bem acusou o inefável José Saramago.
A julgar pelas notícias que chegam de Marrocos, Mohammed VI, monarca marroquino, que é também o responsável pela protecção da fé islâmica no seu país, também não lê o Corão.
Muito menos conhece a lei islâmica, a Sharia.
O que vale é que vai tendo uns assessores que lhe chamam a atenção para pequenos lapsos, como seja o caso de ser investidor, através da empresa ONA, na Macau Legend, cuja figura de proa é o empresário de Macau David Chow.
Ora, sendo que a Macau Legend detém o casino Babylon, situado na Doca dos Pescadores, e a Sharia proíbe o investimento na área do Jogo, foi um acto, quase que se podia afirmar de revelação divina, que o monarca marroquino se tenha apercebido de tal proibição de modo a colocar o rabinho de fora do negócio rapidamente.
Os mais mal intencionados até se poderiam interrogar acerca do porquê de tal revelação divina se ter manifestado exactamente quando a Macau Legend se vê em apuros financeiros e a Doca dos Pescadores viu negada a autorização para ser listada na Bolsa de Valores de Hong Kong.
Mas não foram essas razões que levaram o monarca marroquino a abandonar o barco.
Um Rei lá tinha um procedimento desses!
Pior, ia justificar a sua actuação com motivações religiosas, códigos de ética, se isso fosse mentira?
Andava muito distraído, não andava a ler o Corão, estava um bocadinho equivocado com a Sharia.
Agora já está tudo esclarecido e o Rei já pode ir relaxadamente fumar o seu narguilé.

E depois atacam o Cardeal por avisar as senhoras para não confiarem muito nestes tipos....
Deixem-me dar uma ideia.

Devolvam-lhe o investimento em camelos!!



Sem comentários:

Enviar um comentário