25 de outubro de 2009

FCPorto - Académica, um jogo muito especial







Este é o jogo que eu mais odeio no calendário do futebol português.



Os jogos entre o Porto e a Académica deixam-me profundamente dividido e angustiado.



Sou adepto dos dois clubes e são amores eternos.



Este ano, e este jogo, é especial.



Jesualdo Ferreira completa 150 jogos como treinador do Porto, número que não é fácil de alcançar em Portugal.



Confesso que, quando foi contratado ao Boavista, pensei que não aguentasse nem 15!



Do outro lado, a Académica vai estrear André Villas Boas naquela que vaticino ser uma carreira de sucesso.



Espero não me enganar com ele como me enganei com Jesualdo....



A Briosa precisa de pontos para sair da situação em que se encontra e seguir até ao meio da tabela, que é o seu lugar natural.
Em grande destaque, fica uma foto de Vasco Gervásio, o "Bitetas", falecido este ano, e que foi um dos jogadores preferidos do meu pai.
Uma homenagem para ele no dia do seu aniversário.
O Dr. Vasco Gervásio comandava o meio-campo-, era inteligente, jogava de cabeça erguida, fazia passes teleguiados, era elegante.
Dentro e fora do campo.
E, como era tradição, jogava e estudava.
Eram assim os "Pardalitos do Choupal".
Licenciou-se em Direito e era dos que dava razão ao José Viana no "Zé Cacilheiro" - "Outros tempos, outra gente, outra alegria!"



O Porto precisa de pontos para não deixar fugir os rivais, sobretudo um Benfica muito sólido esta época.



As goleadas impressionam-me pouco.



O que me impressiona mais é a solidez da equipa e a sensatez do treinador, algo que nos últimos vinte anos não se tem visto regularmente no estádio da Luz.



O homem não tem dotes de oratória?



Mas foi para isso que o contrataram??



O Sócrates tem excelentes dotes de oratória e não acredito que fosse grande treinador de futebol!



Nem primeiro-ministro, quanto mais treinador!



Por quem é que eu vou torcer?



Não podem ganhar os dois? Só desta vez......



Sem comentários:

Enviar um comentário