21 de janeiro de 2010

Murros em Alvalade



Carlos Carvalhal chegou atrasado à conferência de imprensa que se seguiu ao jogo Sporting - Mafra, a contar para a Taça de Portugal.
Uma desculpa esfarrada, sobrolhos franzidos, e a procura da verdadeira razão para o atraso de uma hora.
Simples - uma cena de pancadaria entre Sá Pinto e Liedson nos balneários.
Ricardo Sá Pinto, que ficou célebre pelos socos que deu ao então seleccionador nacional Artur Jorge, resolveu continuar a sua carreira de boxeur part - time, agora que é director desportivo do Sporting.
Rezam as crónicas que tudo terá começado no banco, após o golo que deu o 4-2, no qual Rui Patrício foi muito mal batido.
Sá Pinto terá reagido mal, terá criticado publicamente o guarda-redes do Sporting, tendo Liedson saído em defesa do colega.
Sá Pinto não gostou da atitude do luso-brasileiro, a discussão arrastou-se para dentro do balneário, onde terá havido confronto físico entre ambos.
Posições extremadas, Liedson sob alçada disciplinar e a colocar a questão muito directamente - "ou ele, ou eu".
Eu sei quem é que escolhia.
E não será difícil de adivinhar.

Sem comentários:

Enviar um comentário