8 de fevereiro de 2010

Porto cumpre com distinção

O Porto venceu a Naval por 3-0 e cumpriu com o que se lhe exigia - manter pressão sobre o Benfica (reduziu distâncias) e sobre o Braga (veremos hoje....).
Jesualdo está a gerir muito bem a equipa, consegue suprir as ausências de jogadores influentes (Hulk, Rodriguez, Fernando, Meireles), consegue motivar outros jogadores que têm jogado menos (Tomás Costa) e vai inclusivamente gerindo a situação disciplinar dos jogadores mais cansados fisicamente e mais afectados disciplinarmente (o cartão amarelo a Álvaro Pereira é o último exemplo).
Tudo isto numa fase frenética da época e sendo o Porto a única equipa ainda presente em todas as frentes competitivas (Liga Sagres, Taça de Portugal, Taça da Liga, Liga dos Campeões).
Ontem à noite, mais uma vitória tranquila (a Naval nunca ameaçou), mais uma demonstração de um meio-campo renovado, e mais um golo para as contas de Falcao e Varela.
E a certeza de que Jesualdo Ferreira tem uma boa dor de cabeça.
Com a resposta recente de Rúben Micael, Bellushi, Tomás Costa, onde, e como, encaixar Meireles e Fernando?
Segue-se o jogo com a Académica para a Taça da Liga, jogo onde se anunciam "poupanças".
A crónica do jogo de ontem aqui http://www.ojogo.pt/



2 comentários:

  1. Não fossem os pontos perdidos estupidamente em casa com Belenenses e Paços de Ferreira e, a esta hora, estávamos a morder os calcanhares a SLB e Braga, dependendo apenas de nós. Assim, vai ser muito difícil apear os lampiões.

    ResponderEliminar
  2. Caro Carlos,
    Já aqui escrevi, e agora são os jogadores do Benfica a admiti-lo (vide declarações Di Maria), que os jogadores do Benfica estão rebentados.
    Há poucas alternativas, Jesus é extremamente consevador e vai mantendo sempre o mesmo 11, e há ali jogadores em claro déficit físico.
    Ainda falta muito campeonato e o Porto é uma equipa muito mais sólida que o Benfica.
    O Benfica é uma equipa de grandes momentos.
    Mas o campeonato não é uma prova de velocidade.
    É uma prova de fundo.
    E, nesse aspecto, o Porto parece-me mais credível.

    ResponderEliminar