19 de fevereiro de 2010

Não é mau...

A malapata do Benfica em solo germânico mantém-se.
Ontem, com um Hertha de Berlim de muito fraca qualidade pela frente, as águias não foram além de um empate (1-1), apesar de mais um jogaço, e um golo, de Di María.
Não deixa de ser um bom resultado em provas europeias, a eliminar, em virtude do golo marcado fora.
Mas, face à diferença de qualidade, que é óbvia, entre este Benfica e este Hertha de Berlim, teimosamente último classificado do campeonato alemão, esperava-se mais do Benfica neste jogo.
A realidade (lá vou voltar ao mesmo!) é que a equipa do Benfica perdeu gás.
Há ali uma série de unidades em precária condição física, cansados fisicamente e cansados da competição, e Jorge Jesus não dá mostras de lidar bem com a cada vez mais necessária gestão do plantel.
Ainda assim, com o golo marcado fora, e a enorme diferença de qualidade que existe entre as duas equipas, estou convencido que o Benfica conseguirá eliminar este Hertha de Berlim.
Provavelmente para encontrar o Marselha de Lucho na próxima eliminatória.
E aí a música já será outra.
Foi uma pena o Benfica não ter ganho o jogo porque os pontos davam um jeitão no ranking da UEFA.
Fica para a próxima.

Sem comentários:

Enviar um comentário