27 de fevereiro de 2010

Grandes filmes, grandes músicas (22)

A mesma equipa, um filme totalmente diferente.
Jeremy Irons é agora um diplomata francês, apaixonado por um(a) cantr(a) de ópera chinesa (John Lone).
Em M. Butterfly, David Cronenberg não nos revela se Jeremy Irons sabia que o papel principal na ópera chinesa está reservado a intérpretes masculinos.
A sua paixão porque quem afinal funcionava apenas como espia(ão) leva Jeremy Irons a adoptar o papel de M. Butterfly (é Madame ou Mr?), incapaz de resistir à sua traição e a um amor ilusório.
Um bom filme, com Jeremy Irons e John Lone em grandes interpretações, muito bem acompanhados por Ian Richardson, Barbara Sukowa e Annabel Leventon.


A banda sonora, tal como em Dead Ringers, é de Howard Shore.
Mais uma vez, Howard Shore demonstra que tem a habilidade de adpatar e integrar perfeitamente a música na imagem, resultando daí uma união muito feliz.
Com inspiração no universo da ópera, os críticos consideram esta a mais conseguida colaboração do par Cronenberg/Shore.
Concordo.

O trailer do filme aqui:

2 comentários:

  1. caro Pedro li no pau para toda a obra que um homem muito bom morreu, o Pinto Fernandes que escrevia no "Hoje Macau".

    ResponderEliminar
  2. Também já li.
    Não o conhecia pessoalmente, só o conhecia dos artigos que escrevia no Hoje Macau e que tinha por hábito ler.

    ResponderEliminar