13 de fevereiro de 2010

Não ganhamos. Vocês ganham? Nós não, nós não ganhamos!

Quando era catraio, tinha um amigo (não sei o que é feito dele), o Ezequiel, que tinha o dom de fazer graçolas com tudo.
Inclusivamente com o facto de ter um chumbo alojado na cabeça e dizer que era um peso na consciência.
Muitos anos depois, por causa do calvário do Sporting, veio-me à memória o meu amigo Ezequiel (o "quiel", como a malta lhe chamava).
Isto porque, na missa dominical, invariavelmente, quando o sacerdote dizia "Oremos", o "quiel" virava-se para os colegas e dizia - "Vocês oram? Eu hoje não oro! Vocês oram?"
O actual Sporting fez-me recordar o "quiel".
Carvalhal, Bettencourt e os jogadores do Sporting parece que o andam a imitar.
A versão leonina do "quiel" é "Não ganhamos. Vocês ganham? Nós não, nós não ganhamos!"
Fiéis a esta promessa, os sportinguistas vão no quinto jogo consecutivo sem ganhar.
Ontem empataram em Paços de Ferreira (0-0), e andam a fazer tudo para perderem o quarto lugar.
Já esteve mais difícil....
Jogo muito mau, um enorme bocejo, e fica a vontade de perguntar como perguntava o tio Fernando - "Afinal quem é que marcou o primeiro zero?"
Enquanto isso, Carvalhal indigna-se porque não é o único culpado (fraca consolação, convenhamos...) e José Eduardo Bettencourt, em terrível delírio, diz que quer adoptar um sistema "à Porto" no Sporting.
Caro José Eduardo Bettencourt - Para implementar um sistema "à Porto", precisa do Pinto da Costa.
Não creio que ele esteja disposto a ir para o Sporting.
O Sporting é um clube pelo qual nutro alguma simpatia (motivos familiares).
E não gosto de ver o Sporting a ser motivo de chacota, nem que seja eu a humilhar a equipa.
Mas, com a incompetência que se instalou naquela casa, só sendo brutalmente sarcástico para fazer com que aquela malta (talvez) acorde.

Sem comentários:

Enviar um comentário