25 de maio de 2010

Treino ligeiro dá empate com Cabo Verde

Num jogo-treino, jogado a ritmo de treino ligeiro, a Selecção Nacional de futebol empatou (0-0) com a selecção de Cabo Verde.
Cedo se percebeu que o que Queiroz pretendia deste jogo era colocar a equipa a treinar com um adversário qualquer, uma equipa que se fechasse e criasse dificuldades, era procurar que os jogadores adquirissem mais ritmo e entrosamento.
Desse ponto de vista, o jogo até foi interessante.
O resultado é pouco, ou nada, importante.
O aspecto claramente negativo foi a lesão de Tiago, que virtualmente o afasta do Mundial.
De resto, o que foi possível ver, dá para perceber que Queiroz já tem uma ideia muito clara acerca da sua equipa-tipo.
Eduardo, como já se vinha percebendo, será o guarda-redes.
A defesa terá Paulo Ferreira na direita, Bruno Alves e Ricardo Carvalho no centro, e, muito provavelmente, Fábio Coentrão na esquerda (Queiroz quer uma asa esquerda muito criativa com Coentrão e Ronaldo).
O meio-campo terá dois médios de características mais defensivas (ontem foram Pedro Mendes e Miguel Veloso, mas julgo que Queiroz preferirá, se estiverem em condições, Pepe e Meireles).
À frente desta dupla, seja ela qual for, Deco, solto, para criar e ligar o jogo ao trio de avançados.
E o trio de avançados é mais que previsível - Nani, Liedson e Ronaldo.
As dúvidas prendem-se apenas com a condição física de alguns jogadores, sobretudo Pepe.
Se o jogador do Real Madrid estiver em condições, a posição "6" é dele.
Se não estiver, será de Pedro Mendes.
Meireles e Veloso vão travar uma luta particular para se saber qual será o utilizado, podendo muito bem acontecer que sejam utilizados alternadamente, dependendo dos adversários.
Nada de depressões por causa do resultado de ontem.
O seleccionador observou, percebeu quem precisa de cargas de treino mais reforçadas e quem precisa de mais algum repouso muscular, quais são os diferentes ritmos.
E isso é que era importante.

2 comentários:

  1. Estava tão animado a ler as anedotas e o Pedro vem agora lembrar-me esta tristeza? Isso não se faz!

    ResponderEliminar
  2. Foi só um treino, Carlos.
    E um treino leve.
    Abraço

    ResponderEliminar