16 de maio de 2010

Reflexão do dia

Se a rosa tivesse outro nome, ainda assim teria o mesmo perfume.
William Shakespeare
(Julieta, em Romeu e Julieta, para terminar esta rubrica)

Sem comentários:

Enviar um comentário