26 de agosto de 2011

A Liga Europa, a Supertaça Europeia e o sorteio da fase de grupos da Liga dos Campeões

50/50, o balanço da noite de ontem das equipas portuguesas presentes na pré-eliminatória de acesso à Liga Europa.
Duas seguem em frente (Sporting e Braga); e duas ficam pelo caminho, ainda para mais goleadas (Guimarães e Nacional).



Em Alvalade, o Sporting venceu (2-1) os dinamarqueses do Nordsjelland e segue para a fase de grupos com o estatuto de cabeça-de-série.
Estas são as boas notícias para os leões.
Porque, frente a uns fraquinhos dinamarqueses, uns "rapazes altos e loiros", o Sporting voltou a revelar muitas insuficiências.
O futebol não sai fluido, a equipa falha muito na finalização, há intranquilidade, dentro e fora do campo, não há fio de jogo nem equipa.
E há um divórcio claro entre o público de Alvalade e alguns jogadores.
Djaló e Evaldo, especialmente estes, devem sentir um peso insuportável sempre que jogam em Alvalade e são assobiados pelos adeptos que os deviam incentivar.
Evaldo que, juntamente com André Marques, até fez o que os avançados não conseguiram - um golo, golaço!!, que coloca os leões na fase de grupos da Liga Europa.
Onde terão que ser muito melhores do que têm sido até agora para fazerem um boa prova.
Falta de sorte, arbitragens?
Se insistirem em ir por aí....
Uma nota final para o comportamento deplorável de adeptos que assobiam sistematicamente jogadores dos clubes de que se dizem simpatizantes.
Ontem, as vítimas foram Djaló e Evaldo.
Noutras circunstâncias, noutros estádios, outros jogadores.
Incompreensível e inaceitável!!


O Sporting vai ter a companhia do Braga na fase de grupos e como cabeça-de-série no sorteio de hoje no Mónaco.
Braga que também ainda anda à procura de uma identidade, de uma equipa.
Com muito sofrimento, e a genialidade do golo de Hélder Barbosa, os minhotos conseguiram um empate (2-2) muito complicado, em Berna, perante o Young Boys.
Que apazigua os ânimos mas não disfarça o facto de este Braga estar (ainda?) muito longe das equipas que apresentou nas últimas épocas.
Leonardo Jardim vai ter muito trabalho para colocar o Braga a jogar a sério.
Começando por arrumar a casa.
Que está ainda muito desarrumada.

Ali ao lado, em Guimarães, a desarrumação e o desnorte são totais.
De nada serve a Manuel Macahado atirar-se aos jornalistas quando lhe perguntam se ser goleado, em casa, pelo Atlético de Madrid (4-0) é uma humilhação.
Falar em diferenças orçamentais e fazer alusão a achincalhamento não mascaram a realidade.
O Vitória, de Manuel Machado, não tem qualidade.
É um reflexo do discurso do técnico - complexo, massudo, redondo, tantas vezes sem sentido.
Apresentar Nuno Assis como reforço, para acalmar as hostes, também é só um paliativo.
Se este Vitória não melhora, muito e muito depressa, Manuel Machado vai para a rua (ontem já viu lenços brancos).
E sim, levar quatro do Atlético, em casa, é uma humilhação.
Com, ou sem, cifrões à mistura.

Quem também não fez muito melhor foi o Nacional da Madeira.
Os 3-0 em Birmingham, equipa do segundo escalão do futebol inglês, revelam (confirmam!!) uma equipa com uma gritante falta de qualidade.
E é inevitável fazer a pergunta - o Nacional tem apenas meia dúzia de jogadores portugueses no plantel.
Não há para aí uma série de garotos, portugueses, que poderiam fazer muito melhor figura que grande parte daqueles jogadores do Nacional?
Eu respondo - há.
Porque é que não são contratados?
Isso já não sei.
Sei é que o Nacional, a jogar com um fraquinho Birmingham, deixou uma péssima imagem do futebol português.


Hoje, no Mónaco, há sorteio da fase de grupos da Liga Europa e  final da Supertaça Europeia.
O Porto enfrenta a melhor equipa da actualidade (há quem a ache que a melhor de sempre...), que tem o melhor jogador da actualidade - Lionel Messi, ontem eleito o melhor jogador a alinhar na Europa.
Como afirma Vítor Pereira, o Porto vai ao Mónaco tentar ganhar.
Não vai ver o Barcelona jogar.
Citando o diário "O Jogo", " (...) o FC Porto vai ter esta noite o jogo mais fácil da temporada; perder será normal, ganhar terá contornos de feito sobrenatural."
E é assim que os portistas devem encarar o jogo de hoje.
Sem receios de defrontar uma equipa fenomenal e de tentar ser felizes.
O Barcelona é favorito?
Sem dúvida.
E daí?


O sorteio da fase de Grupos da Liga dos Campeões parece, à partida, interessante para Benfica e Porto.
Ficam aqui os grupos:

Grupo A

B. Munique

Villarreal

M. City

Nápoles

Grupo B

Inter

CSKA

Lille

Trabzonspor

Grupo C

M. United

BENFICA

Basileia

Otelul

Grupo D

Real Madrid

Lyon

Ajax

D. Zagreb

Grupo E

Chelsea

Valência

B. Leverkusen

Genk

Grupo F

Arsenal

Marselha

Olympiacos

Borussia Dortmund

Grupo G

FC PORTO

Shakhtar

Zenit

APOEL

Grupo H

Barcelona

Milan

BATE

Plzen 

O Porto é favorito a passar à fase seguinte e até a vencer o grupo.
Mas tem duas viagens a Leste, complicadas em si mesmas, e ainda mais porque já irá apanhar o rigoroso Inverno no Leste da Europa.
Cautelas e caldos de galinha.....

Também o Benfica é favorito à passagem à fase seguinte.
Já não a ganhar o grupo.
Esse é, claramente, o Manchester.
Mas o Benfica passará, no mínimo, em segundo lugar.

Nos restantes grupos, prevê-se espectáculo e equílíbrio nalguns deles.
A começar por aquele terrível Grupo A (três equipas para dois lugares, porque o Nápoles não deverá ter grandes hipóteses).
Aceitam-se apostas, salvo seja.
Idem para os Grupos B e D (Trabzonspor e Dínamo Zageb como menos favoritos).
Os piores de todos, os Grupos E e F.
O Genk não tem hipóteses.
O Olympiakos também não.
Os outros três terão 33% cada um?
Vem aí espectáculo!!!

4 comentários:

  1. A sorte sorriu para as equipas portuguesas. Penso que o grupo do Benfica é a mais acessível que o do FC Porto, mas ambas têm mais do que condições para seguir para os oitavos.

    ResponderEliminar
  2. Preferia grupos difíceis, Pedro. Normalmente, quando entramos em grupos fáceis, tramamo-nos. Quanto ao nosso Porto ( tremendamente infeliz hoje no Mónaco...)temo pelas cansativas viagens a que vai ser obrigado e também as condições climatérica adversas em que irá joga na Rússia e na Ucrânia.

    ResponderEliminar
  3. FireHead,
    Teoricamente é assim.
    Mas, como bem afirma o Carlos, as viagens ao Leste, naquela época, para jogar com duas equipas chatas, vão ser complicadas para o Porto.
    Mas estou confiante que ambas sigam em frente.

    Adélia,
    Bfds e abraço também para si

    Carlos,
    Totalmente de acordo.
    E o Porto, no Mónaco, não foi só infeliz.
    Não há dúvida que o Barcelona caiu em graça.
    E todos sabemos que isso é melhor que ser engraçado....
    Abraço

    ResponderEliminar