19 de janeiro de 2012

Sou só eu que acho que a Taça da Liga, nestes moldes, não tem interesse nenhum? E que este Barcelona devia ser proibido de jogar?


1
Quando a Taça da Liga foi apresentada (esta já a 5ª edição, salvo erro) fiquei com a ideia (esperança??) que fosse esta a prova onde poderiam ser revelados novos talentos, jogadores portugueses, jovens, que estão tapados nas suas carreiras por um crescente mercantilismo no futebol e negócios, no mínimo, obscuros.
Perdi a ilusão logo na primeira edição do troféu.
Desde aí, o que me faz mais confusão é a razão para manter esta prova.
As receitas financeiras, que se diz serem maiores que as da Taça de Portugal?
Só se for por isso.
Porque, no restante, é pura inutilidade.
E sofre de um anacronismo, a roçar o bipolar, difícil de compreender, muito mais de explicar.
Os clubes assumem que é a prova que menos lhes interessa, os jogos têm pouca (quase nenhuma) emotividade, não são descobertos novos talentos, os jogos têm pouca assistência, os jogadores fazem o frete de jogar.
Para que é que aquilo serve?
Mas, o que é curioso é que, mesmo não lhes interessando a prova, os clubes não aproveitam a oportunidade para testar novos jogadores, alternativas, quer em termos individuais, quer na vertente táctica.
O Porto apresentou um onze próximo do titular, num estádio que só não esteve às moscas porque a malta foi ao jogo para ver a estreia de Danilo.
Que não jogou.
O Benfica ganhou ao Santa Clara quando Jorge Jesus esqueceu as jovens promessas e foi buscar a artilharia pesada.
Para quê?
Para se encontrarem nas meias-finais?
Fantástico!
Até tremo de emoção.
E que tal mudarem as regras da prova e obrigarem a que joguem, não é serem convocados, é jogarem, um número mínimo de jogadores formados nas escolas dos clubes?
Mais, que, dentro desse número, um mínimo sejam portugueses, craques que possam alimentar as selecções num futuro não muito longínquo?
Esta treta, nos moldes em que é disputada, não passa disso mesmo - treta!!!


2

O que não é nada treta é o domínio quase pornográfico de uma equipa absolutamente invulgar no panorama do futebol.
Este Barcelona devia, muitas vezes, ser proibido de jogar.
Porque ganha tudo, a todos (ontem, mais uma vitória em Madrid, desta vez para a Taça do Rei), com a mesma naturalidade com que os seus responsáveis, e os seus jogadores, respiram.
Agora é que dá vontade de dizer - assim não vale, pá!!
Já que estamos no domínio do não vale, espero que as autoridades futebolísticas espanholas castiguem exemplarmente Pepe.
Aquela pisadela a Messi é nojenta!
E não é fruto do acaso.
É propositada (estou a responder a Mourinho) e já não é primeira vez que algo de semelhante acontece com Pepe como protagonista.
Digam-lhe, demonstrem-lhe, que assim não vale, é inadmissível.

9 comentários:

  1. Estimado Amigo Pedro Coimbra.
    Estou 100% solidário com suas belas e oportunas palavras.
    Até o futebol anda mal, é assim a vida.
    Abraço amigo

    ResponderEliminar
  2. Amigo Cambeta,
    Eu é que sou ingénuo.
    Estava mesmo convencido que esta Taça da Liga ia ser aproveitada para lançar a garotada.
    Por exemplo, para além do que já referi no texto, estabelecer uma idade máxima (22/23 anos) para os jogadores que podem participar.
    Aquele abraço

    ResponderEliminar
  3. Os jogadores jogam por frete... Pensei que era a única que tinha reparado...

    ResponderEliminar
  4. Plenamente de acordo, Pedro !
    ... mas será as "coisas" se alterarão com a nova modalidade, da possibilidade de inscrição das equipas B nos campeonatos secundários e de acordo com a regulamentação prevista ?
    Creio que depois não faria muito sentido esta Taça, pelo menos para aqueles que se inscreverem !...
    .

    ResponderEliminar
  5. Pedro,

    pouco tenho a acrescentar às suas doutas palavras, também eu sinto o que você sente em relação à Taça Carlsberg e, garanto-lhe, não estamos sozinhos.

    Quanto ao FC Barcelona - a 2ª melhor equipa do mundo após, evidentemente, o SL e Benfica - deu meia parte de avanço ao Real Madrid, mas nunca, em momento algum, duvidei que vencessem o jogo. Quero referir, aliás, que ao intervalo falei com o meu pai e disse-lhe isso mesmo, só que falhei por um golo.

    Tal como escrevi no meu blog e aqui reafirmo o Pepe e o Sérgio Ramos já são casos do foro psiquiátrico, quero dizer têm de ser internados - pelo menos, quando joga o Real Madrid contra o FC Barcelona - num hospício para se tratarem daquele problema manioco-depressivo que têm em relação aos jogadores do FC Barcelona é que ficam desorientados e o Coentrão vai a caminho!

    Pedro, queira receber deste seu amigo deste lado do Atlântico aquele abraço e votos de bom resto de semana!

    ResponderEliminar
  6. Catarina,
    A gente olha para eles e a sensação que dá é mesmo _tenho que andar a aturar esta m#$%^& e ainda me posso aleijar.

    Rui,
    Com as equipas B então é que isto é a inutilidade completa.
    E passa a haver uma boa plataforma para lançar talentos.
    Que os há para aí de certeza.
    Estão é tapados.

    Ricardo,
    A porcaria da Taça Carslberg é uma inutilidade.
    Valeu, no caso do Benfica, para ver o puto Nélson Oliveira jogar como gente grande.
    Está a jogar pouco no Benfica, podiam emprestá-lo à Académica :)))

    Gostei dessa da segunda melhor equipa do Mundo :))
    Estes tipos são mesmo fenomenais.
    E aquela maneira de jogar, aquele tricotado, vem desde as escolas.
    Até parece fácil.

    O Pepe, e outros que tais, mete-me nojo.
    Pisar um colega de profissão porque não consegue atingir o nível futebolístico dele?
    Não merece andar ali dentro.
    Ele e todos os outros que tenham o mesmo comportamento.
    Se eu fosse treinador deste gajo não o deixava jogar durante uns bons tempos.
    Até ele perceber que aquilo não se faz.
    Mas eu sou um romântico, fazer o quê?

    Aquele abraço, Ricardo

    ResponderEliminar
  7. Constate-se:

    A aberração que é, de facto, a apelidada Taça dos copos, perdão, Carlsberg Cup (à inglesa é mais suave);

    A confirmação de equipas 'B' vai obrigar a que os clubes façam rodar os seus jovens, das escolas, ou os menos utilizados na equipa principal;

    A outra taça, a B'Win, surgiu com que finalidade?

    Espanha: Qualquer diferença entre o Barcelona e outras equipas é mera coincidência. Até porque o 'Barça' joga futebol de primeira água e as outras nem por isso.
    O Real Mourinho de Madrid tem que ir à bruxa ou, em alternativa, aprender a jogar futebol.

    Despacho: arquive-se esta m**** toda e aguardem-se melhores tempos.

    Saúdo-vos a todos, sem excepção. Porque não sou vaidoso.

    :D

    ResponderEliminar
  8. António,
    Quando forem criadas as equipas B, e se der oportunidade aos garotos de aparecer, para que é esta m$%^&*?
    Confesso que não percebo.
    Dá assim receitas tão "fabulásticas"?
    Tenho sérias dúvidas.

    O Mourinho foi o primeiro a admitir que, se estivesse a jogar noutro campeonato, já era campeão por esta altura.
    Em Espanha, e com aquele Barcelona, nada feito!!
    Impressionante!!!

    Renovo, sobretudo depois de ver a convocatória dos sub-21, o pedido de empréstimo do Nélson Oliveira à Académica.
    Consegue-se qualquer coisinha? :)))

    George Sand,
    Não é assim muito complicado.
    É mais simples que "acordês" :))

    ResponderEliminar