26 de janeiro de 2012

Macau foi de férias?


No regresso ao trabalho, após a pausa dedicada às celebrações do Ano Novo Lunar senti, dezasseis anos depois, que Macau foi de férias.
Nas ruas, nos locais de convívio habitual, as caras conhecidas, os amigos, estão ausentes.
Provavelmente a gozar férias (quem pedisse dois dias de férias poderia gozar um período de oito dias seguidos) em destinos exóticos, fugindo a este frio húmido que se aloja nos ossos e simultaneamente nos dificulta a respiração.
Esta manhã, quando me dirigia ao local de trabalho, a rádio anunciava uma temperatura de 6 graus e uma humidade de 97%.
Bem fez quem se pirou para a praia.
Mas, quando aqui chegarem, lixam-se.
Porque a temperatura vai subir um bocadinho mas, no domingo, quando a maior parte da malta regressa, baixa outra vez.
Bem feito!!
Este é o Ano Novo Lunar mais frio dos últimos 16 anos.
Curiosamente, o tal de há 16 anos foi o meu primeiro Ano Novo Lunar em Macau.
Para quem vinha assustado com o calor, o "insuportável calor húmido" que me tinha sido martelado nos ouvidos constantemente, aquele frio húmido foi uma surpresa horrível.
Tinha a sensação que, em vez de guardar a roupa no armário, a tinha guardado no congelador do frigorífico!!
Já não me custa tanto a suportar o frio húmido como me custou há 16 anos.
Mas, um bocadinho mais de calor, e a luz do sol, vinham mesmo a calhar.
Domingo pode voltar a arrefecer e o sol pode esconder-se outra vez.
Só para castigar esses lingrinhas que se piraram de Macau.
Depois, lá para terça-feira (é preciso fazê-los sofrer no regresso ao trabalho) aquecer outra vez.

Quem não se pirou de Macau foram os visitantes.
Sim, concordo com o Carlos Morais José e o director dos Serviços de Turismo - esta malta que aqui vem, compra umas lembranças, vai jogar os casinos, para depois ir embora, tudo muito rápido, muito em correria, são visitantes, não são turistas.
O turista fica uns dias, visita e aprecia a cidade.
Estes tipos só vêm gastar dinheiro.
Sobretudo a jogar.
Depois desaparecem.
Porque já há mais visitantes a chegar e o espaço é exíguo.
Fica a pergunta da ordem - não se arranjam uns visitantes um bocadinho menos brutos e um bocadinho menos broncos?
E em menor número.
Já temos demasiados visitantes para um naco de terra tão reduzido.
Vá lá, vamos fazer um esforço.
Um esforço (a) sério.
Não é só no(s) discurso(s).

Tenham um fantástico Ano do Dragão!!!

13 comentários:

  1. Pedro,

    um dia destes, tirando hoje qualquer dia, vou visitá-lo como turista! :DDD

    Abraço e fantástico Ano da...Águia!!! :DDDDD

    ResponderEliminar
  2. Nunca pensei que fizesse tanto frio em Macau. Aliás, que fizesse frio de todo... Só me falam do calor e, lá está, da humidade insuportável.
    O meu pai fala tanto de Macau, espero um dia vir a conhecer o país em pessoa, porque relatos entusiásticos já tenho bastantes. :)

    ResponderEliminar
  3. Sempre pensei em visitar Macau, mas se faz assim tanto frio e húmido, nem pensar. Morro há chegada por causa dos meus problemas respiratórios, eheheheh.
    Fantástico Ano do Dragão??' livra!! da Águia, eheheh
    Beijo

    ResponderEliminar
  4. Ricardo,
    Cá fico à espera.
    Mas escolha o calor.
    Este frio húmido é horrível!!

    Olha que esse bicho não existe no zodíaco chinês, Ricardo!! :))
    Aquele abraço

    Helena,
    São só uns dias.
    Normalmente nesta época do Ano Novo Lunar.
    Os chineses dizem que é de bom augúrio porque, supostamente, os espíritos maus fogem do frio.
    Venha conhecer Macau.
    Muito mais, mas mesmo muito mais!!, que os tão famosos casinos.

    Carlota,
    E que tal Setembro/Outubro?
    Temperatura amena, humidade muito baixa e uma cidade que tem algumas coisas deslumbrantes?
    Convencida?

    Já expliquei ao Ricardo - esse bicho não existe no zodíaco chinês.
    O Imperador achou que águias e leões não tinham essa possibilidade :))))
    Beijo

    ResponderEliminar
  5. Como não existe, Pedro?!?!

    A Águia está sempre presente. Em todo o lado que houver um português (e não só) lá está ela.

    Abraço

    ResponderEliminar
  6. 6º e 97% de humidade? Porra!!! Eu estive em Bragança no fim-de-semana passado e estava lá 12º. Sinceramente nunca tive tanto frio aqui como cheguei a ter em Macau. Já estive na neve, na Serra, com temperaturas negativas, e mesmo assim nunca tive tanto frio porque cá o tempo sempre é mais seco. Lembro-me de estar a queimar panchões aí em Macau com um frio que até entrava para dentro do ossos mesmo que estejamos muito bem agasalhados. Se há coisa que eu não tenho saudades mesmo nenhumas é do clima da minha terra.

    Kung Hei Fat Choi! :)

    ResponderEliminar
  7. Tinha pensado ir aí tomar o cafézinho depois de jantar, sendo assim fica para a próxima.

    Beijinho e uma flor

    ResponderEliminar
  8. Já não vinha aqui há uns tempos mas é tão agradável ver que o sentido de humor continua a imperar por estes lados!

    ResponderEliminar
  9. Estimadop Amigo Pedro Coimbra,
    É bem verdade, muita malta amiga se pirou de Macau e deu lugar aos visitantes.
    Eu me dou muito mal com o frio, cosntumo sair de Macau nos finais de Novembro e só regressar nos finais de Abril, este ano o ão pude fazer devido a minha esposa ter partido o braço, agora que já se encontra recuperada, domingo lá vou eu para a Tailandia onde o frio não se faz sentir.
    Aproveita quem pode.
    Abraço amigo

    ResponderEliminar
  10. António,
    A culpa é do Imperador Celestial.
    Foi ele que, ao escolher os animais do zodíaco chinês, deixou águais e leões de fora :)))
    Aquele abraço

    FireHead,
    Também nunca senti tanto frio como no tal Ano Novo Lunar de há 16 anos.
    É isso mesmo que diz - fica nos ossos.
    KUNG HEI FAT CHOI!!!

    Adélia,
    Sugiro Setembro/Outubro.
    Que tal? :))
    Bjs

    relogio.de.corda,
    Sempre boa disposição!!!

    Amigo Cambeta,
    Nesta altura, francamente, apetece-me mesmo sair daqui e ir até ao quentinho da Tailândia.
    Sol, praias a perder de vista.
    Não pode ser.
    Divirta-se muito!!!
    Aquele abraço

    ResponderEliminar
  11. Estou a ver que o frio de Macau está a ser mais intenso do que o daqui a -3 hoje, porque há dias (ou semanas?) chegou a -15. Sou capaz de me imaginar (nas calmas!) a viver uns meses na Tailândia, nessas praias a perder de vista. : )

    ResponderEliminar
  12. Catarina,
    A Tailândia, para além dessas praias paradisíacas, tem locais muito bonitos para visitar, um montão de actividades para distrair (muitas não são aconselháveis nem a maiores de 18 anos!!), resorts fabulosos.
    Tudo a preços muito convidativos.
    Por esta altura há-de lá estar um montão de malta de Macau.
    Porque é perto, porque há voos directos para diversos destinos, a baixo custo, packages realmente muito interessantes.
    Outra das vantagens de Macau - voa, barato, daqui para a Tailândia, as Filipinas, a Malásia, Singapura, China, Taiwan.
    E, se houver visão, outros destinos se podem seguir.
    Está convencida a vir conhecer Macau?

    ResponderEliminar
  13. Concordo, com a análise que faz dos visitantes de Macau. Estive em Macau como turista em Agosto, por isso tive a sorte de os dias estarem como todos referem quentes e humidos, dessa humidade que se cola na pele.
    Admito que não fiquei fã, pois os visitantes que refere eram tantos, tão brutos e mal educados que mal deu para gozar. Sou daqueles pessoas que se emociona com alguma facilidade, por exemplo quando fui a goa, as lágrimas escorriam incontroladamente , pois senti que lá dexiamos muito mais que parimónio edificado, ficou lá a nossa alma e isso nota-se para mim os goeses são portugueese sem o saberem... enfim desabafos à parte. Em Macau, pelo contrario, a arquitectura pode ser Portuguesa mas as pessoas são chinesas, pelo menos foi assim que eu senti Macau ( até tenhos imagens fotograficas muito bonitas de Macau, mas é só... http://plasticoland.blogspot.com/2011/11/arquitectura-portuguesa-alma-chunesa.html)
    Por isso acho mesmo que o turismo de Macau deve repensar, qual o mercado alvo que pretende....

    ResponderEliminar