26 de março de 2010

Os desaires do Porto não se explicam todos com a actuacão da CD da Liga

Gostei de ler o artigo de Jorge Maia n' O Jogo e por isso o transcrevo aqui:

É evidente que o FC Porto, Hulk e Sapunaru foram prejudicados pela decisão da Comissão Disciplinar da Liga que o Conselho de Justiça agora reviu. E também é evidente que o FC Porto, Hulk e Sapunaru podem e devem pedir responsabilidades à Liga pelos prejuízos que sofreram. Mas também me parece evidente a necessidade do FC Porto, mas também de Hulk e Sapunaru resistirem à tentação de se montarem no bode expiatório que Ricardo Costa tão bem personifica para justificarem tudo o que lhes correu mal esta temporada. O pior que tanto o clube como os jogadores podem fazer é pensar que, se não fosse o presidente da CD e a sua grosseira, injusta e excessiva decisão, tudo estaria bem. Não é assim e tanto o FC Porto como os dois jogadores devem não só pedir contas à Liga, mas também assumir as suas próprias responsabilidades no que correu mal. Para que esta época seja uma excepção e não a regra é importante não repetir os erros de outros que passaram décadas a sacudir a água do capote e a arranjar desculpas para os respectivos insucessos.


O artigo de opinião é muito oportuno, sobretudo tendo em mente as declarações de Jesualdo Ferreira no final do jogo com o Rio Ave.
A péssima actuação da CD da Liga não deve apagar da memória das pessoas, especialmente dos portistas, uma política de contratações errada, uma má programação da época, o fraco rendimento de algumas unidades nucleares, uma série de lesões que não se explicam só com sorte ou azar.
Essas são questões não se podem ligar a Ricardo Costa  e à CD da Liga.
Pior que perder troféus é não perceber o porquê desses insucessos, ou querer atribuí-los exclusivamente a factores externos.
Essa é, aliás,  a melhor garantia de prolongar o insucesso e a agonia.

Sem comentários:

Enviar um comentário