19 de março de 2010

Ganda bicada!


O Benfica, no ano em que as equipas francesas brilham na Europa,  foi a Marselha mostrar que há em Portugal uma águia real, de bico empinado.
Jorge Jesus descobriu um segredo extraordinário para fazer uma equipa ganhadora - essa equipa precisa de marcar golos.
Nem que seja só mais um do que o adversário.
E o Benfica de Jorge Jesus chegou ontem aos 100!! golos nesta época.
Kardec marcou o centésimo golo do Benfica na época, o seu primeiro com a camisola encarnada, o golo que deu a vitória e o apuramento em Marselha.
No Vélodrome o Benfica passeou classe.
Dominou o jogo, teve várias oportunidades para marcar, viu o árbitro ignorar uma falta para pénalti claríssima, o Marselha adiantar-se no marcador sem que nada tivesse feito para o justificar, mas, com uma alma enorme, virou o marcador, o jogo e a eliminatória.
A partir de agora, como disse Jorge Jesus no final do jogo, é lícito ao Benfica sonhar.
Em grande, e a merecer a nossa admiração, esta equipa de Jorge Jesus, o grande responsável pela transmutação total do Benfica que muito falava e pouco ganhava, para uma equipa entusiasmante, ganhadora, dominadora, com uma auto-confiança impressionante.
O Sporting tombou aos pés de um génio argentino.
O 2-2 de Alvalade fica a dever-se a alguma ingenuidade da defesa leonina e à genialidade de Aguero.
O genro de Maradona é um jogador fantástico, grande demais para este Atlético.
Foi ele, sobretudo ele, que desiquilibrou a eliminatória.
O Sporting recuperou de duas desvantagens, a primeira parte terminou empatada, mas os leões não mostraram argumentos para resolver o jogo, e a eliminatória, na segunda parte.
O Sporting abandona a Liga Europa sem perder os jogos dos oitavos-de-final porque cometeu o pecado terrível de sofrer golos em casa.
Antes do jogo, a confirmação que as claques organizadas dos clubes são apenas bandos organizados de facínoras.
Apoiar o clube é secundário.
O que é importante é libertar os instintos criminosos dos elementos dessas claques.
Deplorável.
Aqui os apurados para os quartos-de-final da Liga Europa, possíveis adversários do Benfica em sorteio puro:
Liverpool, At. Madrid, Valência, Fulham, Hamburgo, St. Liège e Wolfsburgo.
Duas equpias inglesas, duas espanholas, duas alemãs e uma belga, sendo esta última, teoricamente, a mais apetecível.

Sem comentários:

Enviar um comentário