13 de novembro de 2009

Democratas? Não, sufragistas!


Que tal deixarmos de apelidar aqueles senhores e senhoras que defendem o sufrágio directo e universal em Macau de democratas?
Não são democratas, são sufragistas.
As suas atitudes, os valores que defendem, não são próprios de regimes democráticos.
E realmente não é a democracia, em toda a sua plenitude, aquilo que buscam.
Querem, sim, que seja implementado o sufrágio directo e universal.
Até porque lhes é favorável.
Sabendo,à partida, que são sempre os mais votados, fica sempre a dúvida se estamos perante convicções profundas, ou antes puro oportunismo.
Sim que, para democratas, têm comportamentos no mínimo desconcertantes.

Só assim se explica a defesa que Ng Kuok Cheong e Kwan Tsui Hang fizeram, em plena Assembleia, do comportamento do Comissariado de Auditoria no chamado "caso Finanças".
Ng Kuok Cheong e Kuan Tsui Hang acham que Tong Io Cheng e Vong Hin Fai é que estão errados quando defendem o princípio da inocência.
O Comissariado fez muito bem em divulgar aqueles pormenores sumarentos.
Deve fazê-lo sempre, que essa é que é a sua função.
Democratas?
Estes senhores continuam a sofrer dos piores tiques maoístas!
O que é que acham da ideia de exibir os arguidos, no Largo do Senado, para a populaça os apupar?
Não é preciso responder.
A gente já percebeu o que é que pensam.

Sem comentários:

Enviar um comentário