6 de novembro de 2009

Afinal forever era até hoje


Foi mais rápido do que eu previa.
Em post anterior, ainda hoje, tinha escrito que estavam reunidas as condições para haver novidades em Alvalade na próxima semana.
Afinal Paulo Bento não estava com vontade de ir a Vila do Conde.
O treinador apresentou a demissão, as acções do clube sobem na Bolsa e agora estou curioso para ver qual a solução que vai ser encontrada para susbstituir o muito contestado técnico (aqui via A Bola http://www.abola.pt/nnh/ver.aspx?id=181921&rss=1 ).
Paulo Bento, quatro anos depois, deixa a equipa quase qualificada na Liga Europa, com duas Taças de Portugal e duas Supertaças ganhas, mas nenhum campeonato, e num inusitado 7º lugar na Liga Sagres, a 12 pontos de um surpreendente Braga.
E aqui está o grande problema.
Mais do que tudo, a carreira do clube na Liga Sagres, o facto de não ter conquistado nenhum campeonato, foram desgastando Paulo Bento.
Desagaste físico, psicológico e da própria imagem, a que o próprio decidiu colocar um ponto final.
Um emocionado Paulo Bento, com dificuldade em segurar as lágrimas e um evidente nó na garganta, afirmou em conferência de imprensa que não pretende voltar a treinar esta época.
Para já, a família e os amigos.
Depois se verá que, como disse Jesualdo Ferreira, a carreira dele ainda agora começou.
Paulo Bento deixa uma imagem de autoridade, de competência, de profissionalismo, de exigência e de seriedade que, prevejo, não lhe trarão grandes dificuldades em voltar a trabalhar logo que queira.
Ponto negativo, o facto de a sua imagem estar muito identificada com o Sporting.
Ainda assim, e a admiração mútua nunca foi escondida, uma passagem futura pelo Dragão seria algo que não me surpreenderia nada.
O rigor, autoridade, profissionalismo, exigência, são qualidades muito apreciadas no Norte.
E já há precedentes de treinadores no FC Porto que são adeptos confessos do Benfica, o inimigo figadal.
Um foi Fernando Santos, o "Engenheiro do Penta"; o outro, o actual treinador, Jesualdo Ferreira.
O futuro o dirá, mas é um cenário que deve ser mantido em aberto, o de ver Paulo Bento a treinar o FC Porto.
Para já, o ora treinador demissionário do Sporting consegue um feito.
Nesta dança de treinadores que tem sido a regra desta Liga Sagres, Paulo Bento é o único que sai contra a vontade da Administração da SAD.
E essa é uma pequena vitória de um determinado e orgulhoso Paulo Bento.


Sem comentários:

Enviar um comentário