1 de novembro de 2009

E se fosse Cavaco?

Resolvi aderir ao movimento mais em voga em Portugal - dê um palpite para a liderança do PSD.
Não dá prémios, não dá glória, mas, a julgar pelo número de aderentes, é um sucesso incrível.

Então aí vai o meu - Cavaco Silva.
Se já foi líder quando ninguém esperava, e com resultados fabulosos, porque não agora que só o Passos Coelho é que parece querer o lugar?
Seria assim uma versão pobre de Brideshead Revisited.

Não há o génio de Evelyn Waugh?
Tem que se recorrer a Moita Flores, apesar de este também não querer ser militante do PSD.
Não há o charme da Granada Television?
Ficamos com a TVI só para chatear o Sócrates.
Não há Bridgewater House?
São Bento também é bem bonito.
Substituir Jeremy Irons, Anthony Andrews, Diana Quick, Laurence Olivier, isso é impossível, ponto final.
Que tal?
Poupávamos Cavaco à areia movediça de Belém, na qual se vai afundando cada vez mais.
Ficávamos nós livres das trapalhadas que tem feito enquanto Presidente da República.
A malta do PS tinha que ir escutar outro.
E Cavaco ia para o ringue com Sócrates.
Só era preciso dissolver o Parlamento e convocar eleições antecipadas.
Daqui a dois anos?
Também pode ser.

Sem comentários:

Enviar um comentário