22 de novembro de 2009

Algumas dicas para atender um telefonema se estiver em Portugal


O Devaneios deixa-lhe aqui alguns cuidados básicos a observar quando atender um telefonema em sua casa, se estiver em Portugal.
O seu telefone deve estar programado para, ao terceiro toque, dar início à seguinte gravação:

Bom dia, boa tarde, ou boa noite, conforme a hora em que estiver a telefonar para minha casa (depreende-se que, quem está a telefonar, sabe quem é você).
Por favor, tome atenção:

Se você é militante do PS, quero assegurar-lhe que a linha telefónica não está sob escuta.
Se você é miltante do PSD, quero assegurar-lhe que não estou interessado na corrida à sucessão a Manuela Ferreira Leite.
Se você é miltante do  CDS/PP, quero assegurar-lhe que não possuo, nem tenciono possuir, uma qualquer banca de venda de peixe, produtos hortícolas ou frutícolas, num qualquer mercado municipal ou feira.
Se você é militante do PCP/CDU, quero assegurar-lhe que não estou minimamente interessado nas promoções de viagens turísticas à Coreia do Norte.
Se você é militante do Bloco de Esquerda, quero assegurar-lhe que não estou interessado num charro, muito menos quero casar com o meu vizinho da frente.
Se, ainda assim, pretender falar comigo, por favor prima a tecla 1.

Se seguir estes conselhos, poderá por certo evitar maçadas, aborrecimentos, problemas.
Passe bem, e não precisa de agradecer que estamos aqui só para o(a) servir.

1 comentário: