29 de março de 2011

Tesourinhos de Portugal (38)

2 comentários:

  1. O dono dessa tasca não era alentejano por certo, talvez algum imigrante africano, senão em vez de minuis teria escrito alcagoitas, e em vez dos tramoço, escreveria camarões do Eusébio.
    A ASEA nada terá a ver com a escrita portuguesa mas sim com a higine, senão, teriam que aumentar os talões de multa....

    ResponderEliminar