9 de fevereiro de 2012

"Cojones del Toro" - Supimpa!!!



O turista estava bebericando tequila em um Restaurante de Cabo San L
ucas, quando notou uma bandeja fervilhante, com uma comida de

aparência deliciosa sendo servida na mesa ao lado. Não só tinha uma boa aparência mas
o cheiro também era maravilhoso.

E perguntou ao garçom:
- O que é que você acabou de servir na mesa vizinha ?
- Estes são "Cojones del Toro", os testículos do touro que combateu na arena esta manhã. Uma delícia.

Cheirava tão bem que o turista disse:
- Que diabos, traga-me esse prato.
- Sinto muito, senhor.  Há apenas uma porção por dia, pois há apenas uma luta de touro a cada manhã. Se fizer reserva e vier amanhã
poderemos, com certeza, servi-lo.

O turista fez a reserva e voltou no dia seguinte. Depois de uma boaolhada e algumas mordidas, chamou o garçom:
- Estão deliciosos, mas são muito, menores do que os servidos ontem.

O garçom encolheu os ombros e respondeu:
- Sim, senhor.  É que,  às vezes, o touro vence ...

8 comentários:

  1. Caro confrade Pedro Coimbra!
    Como dizia minha amada e saudosa mãe: "Nem tudo que reluz é ouro"!!
    Caloroso abraço! Saudações inusitadas!
    Até breve...
    João Paulo de Oliveira
    Diadema-SP

    ResponderEliminar
  2. Caro Pedro
    Claro que não leio só as anedotas do que vai publicando. Mas de facto as suas anedotas já se tornaram um antídoto pessoal. Só a seguir é que vou ver o resumo das notícias.
    Abraço

    ResponderEliminar
  3. ematejoca,
    Quando o touro ganha....LIVRA!!!!!!! :)))

    Prof. João Paulo de Oliveira,
    Até dá dores só de ler!!!! :))))

    Esta é nos fazer cruzar as pernas, Rodrigo.
    Em espanhol, curto e conciso - puta madre!!!!
    Aquele abraço

    ResponderEliminar
  4. Aqui é que tem todo o sentido cantar aquela coisa horrorosa do "Se eu te pego", não é Carlota??? :)))

    ResponderEliminar
  5. Independentemente do tamanho... continuam a ser "cojones"... não tem por que reclamar, tem aquilo que pediu.

    Abraço

    ResponderEliminar
  6. Mas contava com um prato mais composto, Filipe.
    Estes era mais maneirinhos :)))
    Aquele abraço

    ResponderEliminar