28 de agosto de 2010

Supertaça Europeia vai para Madrid

O Atético de Madrid conquistou a Supertaça Europeia ao bater o Inter de Milão (2-0).
Com três ex-benfiquistas em grande destaque (Quique Flores, Reyes e Simão), os madrlistas foram demasiado fortes para uma equipa que se apresentou muito debilitada pela ausência de outro português - José Mourinho, obviamente.
Priveligiando o contra-ataque, porque tem jogadores terríveis para essa opção (Simão, Reyes, Aguero,....), Quique Flores derrotou o compatriota Rafa Benítez e conseguiu que o Atlético de Madrid, que começou a época passada de forma desastrosa, tivesse afinal uma carreira fulgurante.
Os golos de Reyes e Aguero (grande jogada e grande assistência de Simão), aos 62 e 81 minutos, conferiram justiça ao resultado (o Inter podia ter marcado não fora Milito ter falhado um penálti).
E deixaram no ar a sensação que, sem Mourinho, este Inter, com muita veterania, é uma equipa algo débil.
À margem do jogo, não pode passar sem referência o facto de Simão ter renunciado à selecção nacional, invocando "motivos pessoais" (o primeiro reflexo da embrulhada a que se vai assistindo na FPF??)

2 comentários:

  1. É o efeito Mourinho. Quando deixa os clubes, os jogadores rendem metade do que faziam anteriormente.

    ResponderEliminar
  2. Aquela equipa, já com alguma veterania, sem o dedo do Mourinho....tenho a forte impressão que o Moratti vai ter um ano muito atribulado.
    E o Benitez também.

    ResponderEliminar