14 de dezembro de 2011

Este ano não há bolo-rei


Não foram só os filhos dos trabalhadores do Palácio de Belém que foram afectados pela austeridade.
As crianças não receberam prendas este ano.
O Presidente, por ordem da primeira dama, não vai comer bolo-rei.
Com muito boa vontade, talvez duque.
Rei, não!

6 comentários:

  1. Caro Pedro
    Por estas bandas há um substituto do bolo-rei que dá pelo nome de "escangalhado" faz-me sempre lembrar a figura escangalhada numa foto que circulou por aí do actual P.R a comer o tal Bolo-Rei.
    Abraço

    ResponderEliminar
  2. Nem esse ele vai papar este ano, Rodrigo.
    A Maria e o Passos Coelho não deixam.
    É crise, é crise.
    Prontus!! :))
    Aquele abraço

    ResponderEliminar
  3. Bolo-Rei não faz sentido numa República. Quanto muito Bolo-Presidente...

    ResponderEliminar
  4. É pena é que já não tenha fava para o Mr President partir um dente heheheh (acompanhar com riso mordaz e maquiavélico :p)!

    ResponderEliminar
  5. Pois eu vou comer. Gosto muito de bolo rei! mesmo. Passo o ano à espera

    ResponderEliminar
  6. FireHead,
    Nunca tinha pensado nisso.
    Bolo-Rei só o Senhor D. Duarte e a sua Isabelinha, não é?? :)))


    Catarina.
    Pode ser que o "bolo-duque" tenha fava.....
    Que maldade!! :)))

    George Sand,
    Não sou fã.
    Em Macau, manda a tradição comer um bolo típico da época - o Cake.
    Pode ser comprado, ou feito em casa.
    Nós, como sempre, estamos a fazer em casa.
    Demora muito tempo para ficar bem feito.
    As frutas secas têm que ficar mergulhadas em whisky vários dias para absorverem o sabor e para ficarem mais moles.
    O FireHead conhece de certeza.
    Uma delícia!!

    ResponderEliminar