12 de dezembro de 2011

Alterar a Lei de Imprensa - porquê e em que sentido?


De uma vez por todas, por favor, alguém me explica porque motivo se vai alterar a Lei de Imprensa?
E quais vão ser as alterações?
Não é para satisfazer o delírio de algumas alminhas que querem controlar os conteúdos publicados na Internet e a identidade de quem os publica, pois não?
É que, se for essa a intenção, é melhor explicar-lhes que não é com alterações à Lei de Imprensa que se safam.
Têm que alterar outros diplomas legais.
A começar pela Lei Básica.
E eu, que até deliberei sozinho, não preciso que me paguem 3.5 milhões para chegar a estas conclusões.


2 comentários:

  1. Coimbramigo

    Aqui não sei exactamente o que se passa, mas concordo contigo. Outra coisa não seria de esperar. Olé, olá, o primeiro já cá estáaaa!!!! E é meu. Algum dia havera de sêri

    擁抱

    ResponderEliminar
  2. FerreirAmigo,
    Há para aqui umas luminárias que acham que alterar a legislação existente, especialmente a que vem da era colonial (é com cada uma!!!) é que está a dar.

    Ainda que se trate de leis muitos boas (é o caso da Lei de Imprensa), de carácter eminentemente técnico (sabes isso melhor que eu), que as ditas luminárias não fazem a mais pequena ideia do que regulam.
    Mas há que alterar!

    Porque os motivos são outros, os objectivos estão escondidos na penumbra.
    Burrinhos, nem percebem que o que a Lei de Imprensa regula não são as questões que querem atingir.

    Essas estão reguladas em leis de valor superior - Lei Básica (constitucional) e Código Civil.

    Não há cu que aguente!!!

    Aquele abraço

    ResponderEliminar