22 de maio de 2011

Sócrates e a prostituta


Quando ouço o Sócrates, nesta campanha eleitoral, a gabar-se das maravilhas que fez ou das muitas maravilhas e melhoramentos que há-de vir a fazer se o elegermos, não sei porquê, lembro-me sempre daquele anúncio de jornal:


6 comentários:

  1. Eu contaria a tal anedota, qual a diferença de um estudante e o de uma prostituta!...
    Conhece esta história?
    É que o estudante mete coisa na cabeça, e a prostituta mete cabeças na coisa, mas afinal de contas vai dar ao mesmo, já que moças dessas tão giras e cheias de predicados, se dedicam à profissão mais antiga do mundo, assim continua Portugal, sempre F....

    ResponderEliminar
  2. Uma anedota bastante conhecida mas parece-me que esse de Sócrates já nem bate bem da bola.
    Quando se gaba tanto das asneiras que fez.
    Uma puta ainda assume os próprios erros.

    ResponderEliminar
  3. Caro confrade Pedro Coimbra!
    Achei hilária esta piada! Pretendo brevemente estampá-la no meu vagão do Expresso do Oriente!
    Caloroso abraço! Saudações angelicais!
    Até breve...
    João Paulo de Oliveira
    Diadema-SP

    ResponderEliminar
  4. Cataria,
    Incompreensível como é que alguém com tantas qualidades escolha tão errático caminho :))

    Amigo Cambeta,
    Este senhor, nalguns momentos, dá a ideia de ser a maior prostitua.
    E sem vergonha na cara.

    Luís,
    Este senhor não assume que erra.
    Critica o outro por ter dito "nunca tenho dúvidas e raramente me engano".
    Mas ainda é pior que ele.

    Rodrigo,
    E ele merece!!

    Prof. João Paulo Oliveira.
    Como "embarco" frequentemente no "Expresso do Oriente", depois lá verei esta anedota.

    ResponderEliminar