15 de maio de 2011

Dominique Strauss-Kahn foi detido pouco antes de embarcar para Paris; Galaxy inaugura mega resort no Cotai; ou, violações e nem por isso!


Quando alguns líderes partidários e sindicais em Portugal não se cansam de acusar o FMI de violar a soberania nacional, o presidente do organismo, , putativo candidato à sucessão de Sarkozy em França, foi detido no sábado, 14, no aeroporto John F. Kennedy, em Nova York, minutos antes da descolagem do voo da Air France para Paris.
O dirigente do FMI enfrenta a acusação de abuso sexual, crime que supostamente terá tido como vítima uma empregada de quartos de um hotel em Times Square.
As hipóteses de sucessão em França já se terão esfumado com este escândalo.
E, a confirmar-se a acusação, Dominique Strauss-Kahn andaria a violar algo mais que a soberania portuguesa.
Carlos Carvalhas e Jerónimo de Sousa bem avisaram.....
Para ler a notícia aqui


And now for something completely different!
Em Macau, abre hoje ao público o mega resort da Galaxy.
Mais um resort na zona nobre do Cotai.
Depois de ver o vídeo promocional, e se estiver curioso(a), pode ler mais pormenores aqui

8 comentários:

  1. Caro Amigo Pedro Coimbra,
    sobre a primeira notícia eu soube quase em cima da hora, o tipo já está habituado a F... toda a gente que pensava que a empregada de quarto, também gostaria, mas o microfone do tipo apitou alto e logo a polícia deu conta dele no aeroporto rsrsrsr.
    Sobre o luxuoso hotel casino, terei quye por lá passar qualquer dia para sacar umas fotos.
    Hoje estive Grand Emperor Hotel, fstejando os anos de uma das nétinhas, a Ká Ká que fez 4 anitos.
    Abraço amigo

    ResponderEliminar
  2. Amigo Cambeta,
    O Galaxy só quero ir visitar quando acalmar a doidice dos primeiros dias.
    O Grand Emperor, com toda a franqueza, não me convence.
    O violador, agora estou curioso para assistir ao desenrolar da história.

    ResponderEliminar
  3. Sinceramente o Emperor também não me convence, mas nesta altura do campeonato, o quer dos filhos fala mais alto.
    Ao Galaxy irei com calma, pois desejo tirar algumas fotos.
    Quando ao violador, que já é reincidente neste campo, a palavra dele, dada à polícia é mais forte, por causa do FMI do que a de uma simples criada de quarto, o resultado irá ficar tal caso Casa Pia ou Berlosconi.

    ResponderEliminar
  4. Diz-se que o Carlos Carvalhas e Jerónimo de Sousa contrataram a empregada do hotel Sofitel para seduzir o presidente do FMI.

    ResponderEliminar
  5. Vamos ver amigo Cambeta.
    Já são duas vezes que o fulano é acusado de algo semelhante.
    Vamos ver...
    Ao Emperor fui uma vez.
    Gostei tanto que não voltei lá mais!

    ematejoca,
    Um duo terrível!!!
    Sempre desconfiei que eles eram capazes de uma coisa dessas:))
    O senhor do FMI é que, tudo leva a crer, não pode ver "uma burra de calças".
    Voltamos ao que ontem discutíamos, não é?
    Quando há consentimento (Clinton, por exemplo) é um problema para resolver no seio da família.
    Quando se abusa de alguém, mais que não seja por se tirar vantagem de uma posição de autoridade, é um caso de polícia.

    ResponderEliminar
  6. Ele vai safar-se, Pedro. Parece que pdiu para ser julgado em Portugal...

    ResponderEliminar
  7. Carlos,
    Se ele vai ser julgado em Portugal, não só se safa como ainda deve ser indemnizado pelos danos sofridos :))

    ResponderEliminar
  8. Carlos,
    Se ele pediu para ser julgado em Portugal, não só se safa como ainda se arrisca a ser indemnizado pelos danos sofridos, "tadinho"!! :))

    ResponderEliminar