23 de maio de 2011

Porto vence Taça de Portugal com goleada

Para fechar de forma apoteótica uma época inesquecível, provavelmente irrepetível, o Porto goleou ontem o Guimarães (6-2) na final da Taça de Portugal.



Num jogo aberto, com uma primeira parte frenética (sete golos!!), o Porto, sem Helton, Falcao e Otamendi, foi terrível.
E feliz também, há que reconhecê-lo.
Abriu o marcador cedo, através daquele que viria a ser o herói desta final  - um puto (que craque!!) de 19 anos chamado James Rodriguez.
O Guimarães chega ao empate pouco depois, mas nem tem tempo de o saborear.
Na resposta, Varela, a passe de James, faz o 2-1.
E é a vez de o Porto não poder saborerar a vantagem.
Edgar empata, tudo isto no espaço de cerca de cinco minutos!
A partir daqui, a arrancada para a vitória.
Rolando faz o 3-2; Hulk o 4-2 de canto directo.
E chega o momento do jogo.
Fernando (muito trapalhão na final da Liga Europa e na final da Taça de Portugal) faz penálti, Edgar tenta converter, mas Beto defende.
E, logo a seguir, James faz o 5-2 e acaba com o jogo.
A segunda parte trouxe o hat-trick de James, deu para ver Fernando passar o testemunho (confirmou ontem que estará de saída) a Souza, ver Mariano despedir-se do Porto (a equipa fez tudo para que marcasse um golo), ver que o Porto tem uma panóplia de soluções tremenda.
Este, continuo a dizer, é o melhor plantel do Porto de que tenho memória.
Terá o Porto capacidade para manter os principais jogadores?
Não será fácil.
Uma final da Taça de Portugal que foi uma festa enorme, com muito futebol, muitos golos (já não havia assim tantos golos há quase 50 anos!), com o Porto a fazer o tri na Taça (só o Benfica o havia feito), a conseguir o quarto troféu da época (tinha acontecido o mesmo com Tomislav Ivic como treinador), a tornar-se o clube português mais titulado.

Tudo isto sob o comando de um treinador muito jovem, educado, elegante na sua postura e na relação com os adversários, profundo conhecedor do futebol, um líder precoce, perfeccionista, metódico, com um talento e uma capacidade de trabalho imensas.
Mas que vai mantendo uma humildade desarmante.
Brilhante!!!

19 comentários:

  1. Estimado Amigo Pedro Coimbra,
    Sabendo eu que é adepto do Furebol Clube do Porto, como desportista e amigo, lhe desejo meus sinceros parabéns, o Futebol Clube do porto esteve imparavel, e o nome de Portugal se fez ouvir por todo o mundo.
    Votos de continuação de vitórias.
    Saudações desportivas.

    ResponderEliminar
  2. Smas,
    E irrepetível, julgo eu.
    Bjs

    Caro amigo Cambeta,
    Se o Jorge Jesus e o Domingos tiverem oportunidade de pensar e coordenar o futebol do Benfica e do Sporting, respectivamente, o Porto não poderá "passear" como o fez este ano.
    Se houver una "cartolas" a meter o bedelho lá pelo meio, então o Porto não terá grandes dificuldades em continuar a ganhar.
    Um abraço

    ResponderEliminar
  3. Que dizer, Pedro!

    Apesar de ser benfiquista, reconheço que o FC Porto esteve brilhante este ano e espero que, sinceramente, não se repita!

    Abraço

    ResponderEliminar
  4. Muito dificilmente se repetirá, Ricardo.
    E, repito, se Jorge Jesus e Domingos tiverem carta branca para pensar o futebol (não é só a equipa principal, atenção!) do Benfica e Sporting, não se repete de certeza.
    Abraço

    ResponderEliminar
  5. Caro Pedro
    Acredite que de futebol não entendo nada.
    Mas rendo-me à evidência. O FCP tem um trabalho notável.
    Parabéns aos Portistas.
    Abraço

    ResponderEliminar
  6. Ainda sofri muito durante o empate!!!

    ResponderEliminar
  7. É isso mesmo, Rodrigo - trabalho.
    Há ali muita planificação e um cumprimento rigoroso de todos os pormenores e de todas as regras.
    E, deste modo, os resultados aparecem.

    ematejoca,
    O jogo foi aberto, muito bem disputado, com grande fair-play, mas o Porto esteve sempre por cima.
    Sob a liderança do Villas-Boas há sempre essa sensação, essa segurança - a qualquer momento, o Porto marca e ganha.

    ResponderEliminar
  8. Outro benfiquista (eu) a reconhecer o óbvio.
    O FC Porto mereceu por ter sido a equipa mais regular.

    Ontem até se viram bandeiras portuguesas no Estádio Nacional do Jamor.
    Seriam outros os jogadores?
    É que em Dublin foi o que se viu.

    Mas isso agora não interessa nada.

    Parabéns, Pedro.

    ResponderEliminar
  9. Por aqui, no meio das celebrações, torna-se muito perigoso passar pelo centro do Porto, porque fazem muito barulho e abanam os carros...

    ResponderEliminar
  10. Observador,
    Uma das bandeiras portuguesas foi levada pelo André Villas-Boas.
    No próximo ano vai ser diferente.

    Gábi,
    Alegria, sem excessos, é algo necessário :))

    ResponderEliminar
  11. Boa noite!
    Passando para uma visita.
    Saudações!
    Carla

    ResponderEliminar
  12. Como sou benfiquista, desejei que o Guimarães não me desapontasse. Resultado: os minhotos foram cilindrados.
    Detesto o FC Porto, mas tenho olhos na cara: a equipa joga bem e a prova disso são os títulos conquistados esta época que terminou.
    Em relação ao James, era mais um que devia ter ido para o Benfica mas o FC Porto, como muito bem sabe habilmente fazer, tratou de o desviar. Só na actual equipa do FC Porto estão pelo menos quatro jogadores que foram lá parar dessa maneira: James, Falcao, Alvaro Pereira e Cristián Rodriguez.
    Espero que o Benfica reerga-se rapidamente enquanto é tempo.

    ResponderEliminar
  13. Olá Carla,
    Paseei pelo seu blogue e gostei.
    Passo a segui-la.

    FireHead,
    Detestar não é um adajectivo um bocado forte?
    Eu sou portista.
    Mas não detesto o Benfica.
    Somos adversários, só isso.
    Não somos inimigos.
    Os jogadores que refere foram efectivamente "desviados" pelo Porto.
    Mas você sabe porquê - no Benfica, e no Sporting, fala-se muito, não se blinda o balneário e a informação.
    Como tal, alerta-se a concorrência.
    Que facilmente se antecipa na concretização dos negócios.
    É um mercado muito competitivo, terrível.
    "Espero que o Benfica reerga-se rapidamente enquanto é tempo".
    O Benfica teve uma época menos feliz a seguir a uma época excelente.
    Acontece a todos.
    Pode acontecer ao Porto já na próxima época.
    Especialmente quando se perdem jogadores com a classe de Di Maria, Ramires e David Luiz.
    Mas, repetindo o que já referi em comentários anteriores, se deixarem Jorge Jesus pensar o futebol do Benfica, sem interferências, o caminho para o sucesso será mais curto.
    Um abraço

    ResponderEliminar
  14. Bem vinda a este blogue também, Carla!! :)

    ResponderEliminar
  15. Pedro,

    só uma "coisinha" chamo-me Ricardo e não ...Rodrigo (como você me baptizou)!!! :DDD

    Abraço

    ResponderEliminar
  16. Como boa desportista (forçada!!!), o que isto custa escrever, quanto mais dizer: PARABÉNS!!!!
    O seu clube é o 2º melhor!! eheheheh

    ResponderEliminar
  17. Ricardo,
    A si chamei-lhe Rodrigo.
    Ao Rodrigo já chamei Rui.
    Peço-lhe desculpa.
    É a PdI (Porra da Idade) :)

    Carlota,
    A essas "provocações" eu respondo sempre da mesma maneira - tá bem abelha :)))

    ResponderEliminar