14 de novembro de 2011

Novidades acerca da reforma do sistema eleitoral nas Linhas de Acção Governativa?


Chui Sai On estará amanhã na Assembleia Legislativa para apresentar as Linhas de Acção Governativa (LAG) para o próximo ano e para começar a responder às questões dos deputados.
Já estamos habituados a ver as LAG seguirem o caminho seguro da ausência de grandes novidades.
Mais cheque, menos cheque; mais aumento, menos aumento; os temas são teimosamente os mesmos (combate à inflação, à especulação imobiliária, alteração de leis,...); e os resultados também.
Este ano, depois de ouvir as duas Associações mais poderosas de Macau (Operários e Moradores) a cavalgarem o tema da alteração do sistema eleitoral, estou convicto que vamos ter novidades nesta área.
Com esta estratégia, Operários e Moradores tentam ocupar uma parte do que é o terreno de eleição dos pró-democratas e, consequentemente, captar algum eleitorado que lhes tem vindo a fugir.
Simultaneamente, procuram também auxiliar o Executivo a introduzir o tema na discussão da governança de Macau.
Não acredito que Chui Sai On vá entrar em pormenores muito concretos acerca das alterações que estarão a ser preparadas.
Mas estou em crer que vai defintivamente consolidar o tema que Moradores e Operários tão solicitamente lançaram.
Sem esquecer os cheques, obviamente.

5 comentários:

  1. Caro Pedro,

    com ou sem cheques, venho desejar-lhe uma boa e proveitosa semana!

    Aquele abraço

    ResponderEliminar
  2. Ricardo,
    Haverá cheques.
    O Governo aqui tem tanto dinheiro que compra algumas consciências com uns cheques que vai dando regularmente.
    Vai haver cheques, vai haver aumentos, vai haver redução de impostos.
    E o meu povo gosta.
    O Orçamento do Governo não é afectado e fica tudo na tal da harmonia.
    Aquele abraço e boa semana também

    ResponderEliminar
  3. Pedro
    Que possam ficar mais bem servidos do que nós por estas bandas.
    Beijo

    ResponderEliminar
  4. Assente no vício das pessoas pelo jogo, a riqueza do governo de Macau vai dando para deixar tudo com um sorriso na cara. Felizmente para os residentes no território, os chineses aprenderam com a lição de Xangai...

    ResponderEliminar
  5. Adélia,
    O FireHead, que conhece bem Macau, reflecete tudo no comentário dele.
    Tenta-se comprar as pessoas, o seu silêncio.
    Pode resultar temporariamente.
    Nunca indefenidamente.
    Não sou nada franciscano - gosto de dinheiro.
    Mas o dinheiro não é tudo.
    Nem é o mais importante.
    Beijo

    FireHead,
    Até um dia....
    Chegará o dia em que as pessoas perceberão que, para haver este dinheiro todo, muito mal distribuído, lhes venderam a cidade a retalho, lhes deram cabo de uma qualidade de vida que tinham, lhes estragaram o futuro dos filhos.
    E aí vai haver problemas.

    ResponderEliminar