16 de novembro de 2011

Lasers? E que tal Tomahawks?

A Selecção portuguesa apurou-se para a fase final do Euro 2012 em grande estilo.
A goleada (6-2) à Bósnia, num estádio cheio (magnífico ambiente no Estádio da Luz!!), com uma excelente exibição, foram a resposta que uns mal-comportados bósnios mereciam.



Se fiquei muito feliz com a confirmação do apuramento, especialmente depois de todos os problemas que foram aparecendo pelo caminho, não escondo que me deu um gozo especial a goleada conseguida frente a uns bósnios que tiveram  um comportamento ignóbil no primeiro jogo.
Obrigar a selecção portuguesa a jogar naquela "horta" (roubo o adjectivo a Ronaldo) só tinha um objectivo - não deixar os criativos portugueses dominar a bola e tratá-la como tão bem sabem.
Resultou na "horta".
No relvado, foi o que ontem se viu.
Com a equipa e o público em harmonia, a selecção bósnia foi cilindrada.
E nunca mostrou capacidade para discutir o jogo e a eliminatória.
Nem com as tolices de um árbitro fraquinho.
Quando os criativos portugueses aparecem e se soltam, é muito complicado pará-los.
Felizmente, algo que aconteceu ontem.
Em especial, Ronaldo.
Depois das polémicas, o madeirense (continuo a dizer que é, para mim, o melhor jogador português de todos os tempos) respondeu onde gosta - dentro do campo.
Com Ronaldo a jogar daquela maneira, a equipa portuguesa torna-se temível.
Porque Ronaldo joga e contagia.
Depois de um começo da fase de apuramento muito complicado, depois da derrota na Dinamarca, a selecção portuguesa está, com muito mérito, na fase final do Europeu do próximo ano.
Grande trabalho de Paulo Bento dos jogadores.
O que vai acontecer na Polónia e Ucrânia?
Não sei.
Mas, se virmos uma equipa portuguesa a jogar como ontem , ou próximo, podem acontecer "coisas bonitas", como dizia Artur Jorge.

Acompanham a selecção portuguesa:


 A selecção da Irlanda, que eliminou a Estónia (4-0 e 0-0);



 a Croácia, que eliminou a Turquia (3-0 e 0-0);


e a República Checa, que eliminou Montenegro (2-0 e 1-0).

14 comentários:

  1. Este seu post, Pedro, é música para o meu coração.

    Também eu considero o Ronaldo um jogador de extra classe e, arrogante ou não, simpatizo com ele.

    O Carlos do CR também se queixa:
    "Melhores, por exemplo, do que o árbitro que veio daí para arbitrar o Portugal/Bósnia."
    Foi assim tão fraquinho?!

    Saudação de um Düsseldorf cheio de sol, mas gelado.

    ResponderEliminar
  2. Muito fraquinho, EMATEJOCA
    Mas ontem não havi quem parasse os portugueses

    Bjs desde Macau (cinzentão, húmido, mas vinte e tal graus de temperatura)

    ResponderEliminar
  3. Caro Pedro,

    que dizer?

    Que ontem assistimos à, talvez, melhor exibição de Cristiano Ronaldo nos últimos três anos.

    Que Portugal não precisava de passar por um play-off de qualificação, não fora os pontos oferecidos por Queiroz no inicio da nossa caminhada rumo à Polónia/Ucrânia.

    Que somos um País que merece sempre estar na alta roda do futebol europeu/mundial porque temos dos melhores jogadores do Mundo.

    Que o Olegário ao lado deste alemão que ontem marcou dois golos pela Bósnia é...um santo!

    Estamos lá com muito mérito e para mim isso é que importa o resto, olhe, o resto são balelas.

    Um abraço - e já que estamos numa de meteorologistas - desde um Funchal fresquinho (16º), cinzento e molhado.

    ResponderEliminar
  4. O Rui Patrício e o João Pereira continuam a não me convencer. E mentiria se dissesse que acho que não precisamos de um ponta-de-lança verdadeiramente matador. Mas, por exemplo, fiquei muito agradado com o "este" Miguel Veloso. Acho mesmo que vamos fazer "coisas bonitas" no Europeu... ;)

    ResponderEliminar
  5. Ricardo,
    Eu sou fã do Ronaldo.
    É um jogador completo e com uma vontade incrível de ganhar.
    Não consigo escolher entre ele e o Messi.
    São tão diferentes.

    Já o Queiroz é alguém que, desde o primeiro dia, achei que era uma péssima escolha.
    Quem me dera ter errado.

    Deixar fora do Europeu jogadores como Pepe, Coentrão, Moutinho, e, sobretudo, Nani e Ronaldo, era quase pecaminoso

    Vamos ver se não há tons de cinzento na Polónia e na Ucrânia

    Um abraço

    VICI,
    Portugal já não tem um grande guarda-redes desde que o Vítor Baía pendurou as luvas.
    Mas o Rui Patricío dá conta do recado.
    Especialmente com o Pepe, o Bruno Alves e o Coentrão à frente dele.
    Já o João Pereira.....

    Ponta-de-lança, um "9", simplesmente não há.
    Paciência.
    Vamos à caça com o gatinho.

    O Veloso só não é um grande jogador porque não tem o juízo, o profissionalismo, que o pai tinha.

    Ainda assim, e com estas limitações, também acho que vamos fazer as tais "coisas bonitas".
    Aquele abraço

    ResponderEliminar
  6. Cada jogador recebeu 30 mil euros pelo apuramento.

    Limitações só para o povo.

    Fugi do tema? Talvez mas com ... tranquilidade.

    :D

    ResponderEliminar
  7. Com toda a tranquilidade, António :))
    E se eles precisavam dessa massita.
    Tão pobrezinhos, tadinhos...

    ResponderEliminar
  8. Apesar de tudo e se o árbitro fosse outro o resultado até poderia ser de 8-1 (penaltis não marcados e marcados). No entanto, mesmo os 6-2 são algo enganadores, embora naturais. Lembremo-nos de como os portugueses tremeram quando do 2-1 e do 3-2. Se eles empatassem nessa altura (e não faltou muito) a situação poderia ser muito complicada.
    Parece estranho estar-se a falar em 3-3 e em 8-1 no mesmo jogo !!! :)))
    ... mas o futebol tem destas coisas !
    Acho que ainda falta preparação psicológica !
    .

    ResponderEliminar
  9. Que pena os jogadores da selecção não saberem qual é a posição verdadeira da lusa bandeira. Mas não faz mal, como se já não bastassem os seus chorudos ordenados, ainda receberam um bom prémio pelo apuramento. Representar a selecção, longe de um privilégio e honra, parece ser mais um favor que nos fazem. Por isso que eu não gasto o meu dinheiro para os ver jogar ao vivo. XD

    Em relação aos apurados, é bom ver que o próximo campeonato da Europa vai poder contar mesmo só com países europeus. Nada de Bósnias nem Turquias.

    ResponderEliminar
  10. Eu gostei! E pela primeira vez não vou dizer que era igual ganhar por um ou por seis! Soube-me muito bem assim como foi :)

    ResponderEliminar
  11. A melhor exibição de CR ao serviço da seleccção. Digo eu de que...

    ResponderEliminar
  12. Pedro
    Não vejo futebol!!!p
    Passei para deixar um beijo e uma flor

    ResponderEliminar
  13. Não vi o jogo todo. Vi só o final e foi uma alegria.
    Ouvir o hino da forma que se ouviu é sentir o coração a transbordar.
    Bjs. :)

    ResponderEliminar
  14. Rui,
    Ficou sempre a forte sensação que os bósnios não tinham pedalada para os portugueses.
    Muito mais perto de ancaixarem oito do que empatarem o jogo.

    FireHead,
    Os prémios de jogo são habituais.
    Nesta altura de dificuldades, ofendem mais.
    Mas não é nada de novo.

    Catarina,
    Exactamente!
    Deu-me um gozo especial dar uma valente coça a estes bósnios.
    Batoteiros de m.....

    Carlos,
    O CR é um jogador extraordinário.
    Mas não lhe peçam para fazer tudo sozinho.
    Messi também não o faz na Argentina....

    Adélia,
    Um beijo também

    ana,
    Houve uma grande comunhão entre público e equipa.
    Sem desrespeito por adversários.
    Quando assim é, é muito bonito.

    ResponderEliminar