29 de novembro de 2011

E agora os anos 70 (238)

Os comentários deixados ao post acerca do reconhecimento do Fado como património imaterial da Humanidade inspiraram as escolhas para o resto da semana - a canção (fado) de Coimbra.
A começar em 1969 com uma melodia que ouvi centenas de vezes em casa.

5 comentários:

  1. Caro Pedro
    Embora não seja grande entendido no assunto, parece-me que o fado é um género musical. Nunca separei o fado de Coimbra, do fado genericamente falando.
    Abraço

    ResponderEliminar
  2. Também gosto do fado de Coimbra só acho estranho ser apenas cantado por homens!
    Lá haverá uma explicação mas eu desconheço-a. Embora tenha concluído o curso em Coimbra que iniciei em Lisboa foi numa altura em que o fado e as praxes estavam "congelados"...

    ResponderEliminar
  3. Rodrigo,
    Devia ser assim
    Mas, na prática, não é.
    E viu-se em Bali.
    Nem um representante da canção de Coimbra
    Aquele abraço

    Rosa dos Ventos,
    A tradição, a História (lembre-se que só muito tarde as senhoras puderam estudar nas Universidades).
    Mas não vejo porque é que as senhoras não podem cantar fado de Coimbra.
    Se os puristas vêem isto, tiram-me o escalpe!!

    ResponderEliminar
  4. Pedro,
    Gosto muito!
    Acerca do fado deixei um comentário no anterior post.
    Parabéns pelas escolhas, vejo que são parecidas com as minhas.
    Bjs. :)

    ResponderEliminar
  5. ana,
    Luiz Goes tem uma voz e uma diccão excepcionais.
    E o poema é muito bonito.
    Fica provado que temos bom gosto :))
    Bjs

    ResponderEliminar