29 de novembro de 2011

Sondagens, imprecisões e diplomas


Quase diariamente, somos confrontados com sondagens, auscultações, estudos de opinião.
Tudo muito "científico".
A última (não afirmo peremptoriamente que não haja outras...) informa-nos que mais de 40% dos actuais trabalhadores ligados à Administração Pública dominam a língua portuguesa.
Com o devido respeito, premito-me duvidar.
Se me disserem que mais de 40% dos funcionários públicos têm diplomas que atestam o seu domínio da língua portuguesa, eu até concedo.
Mas, como é óbvio, há uma enorme diferença entre possuir diplomas e efectivamente dominar a língua.
Em que é que ficamos??

9 comentários:

  1. Olá amigo
    Até acharia estranho que todos os funcionários dominassem bem o português no meio desta barafunda que alguns gostam de criar.

    Eu que estou abertamente contra este acordo fico cheio de dúvidas e se não fosse a correcção automática ficariam aqui montes de erros.

    ResponderEliminar
  2. Como se pode afirmar uma coisa que choca, logo à primeira, com o acordo ortográfico?

    Poderá surgir o argumento de que o acordo apenas "afecta" a escrita mas, mesmo assim, não podem tirar-se ilações grátis.

    ResponderEliminar
  3. Eu gosto tanto quando eles falam em "cariz científico"...

    ResponderEliminar
  4. Luís e António,
    A particularidade aqui é outra - a maioria dos funcionários são chineses, e de língua materna chinesa.
    Há MUITOS que têm certificados do nível 11, ou coisa que o valha, de português.
    Têm dificuldade em dizer bom dia, boa tarde e boa noite.
    Se quisermos continuar a viver na mentira....
    Eu não!!

    Catarina,
    Por tudo e por nada, lá vem a carácter científico.
    Que ainda ninguém explicou o que é.

    ResponderEliminar
  5. Podemos ser doutores de muita coisa, e mestres de nada.

    Beijo
    Carlota Pires Dacosta

    ResponderEliminar
  6. Nem mais, Carlota.
    Nestes casos, mestres da mentira.
    Beijo

    ResponderEliminar
  7. E eu fico admirado por o português ainda ser uma língua que se ouve entre os funcionários da Administração Pública Macaense. Afinal os chineses ainda não fizeram a razia.

    ResponderEliminar
  8. Coimbramigo

    Referes-te a Macau ou a... Portugal?

    PS - Quem diria? Na nossa Travessa, além de extraterrestres, há... mamas. Ora toma|

    OUTRO TEMA

    De civismo e comportamentos, não falo; senão entra mosca ou...

    Abç

    ResponderEliminar
  9. Não FireHead.
    Sobretudo porque o Governo Central não quer e não deixa.
    Em Pequim percebem muito bem que, para Macau não se tornar mais um pontinho na imensidão da China, não bastam os casinos.
    Por aqui é que nem tanto.....

    FerreirAmigo,
    A Macau.
    Os tais bilingues.
    Com franqueza, e sem diplomas, eu sou mais bilingue que eles.

    Hoje, por aqui, vai ser mais.....rabos.
    Um dos posts vai ser muito familiar :))
    E mais não digo

    Aquele abraço

    ResponderEliminar