25 de abril de 2011

Filhos de prostitutas


Esta história é VERÍDICA: a versão portuguesa, apenas lhe deu mais encanto.

 O sujeito chama-se Marc Faber, e é norte-americano.

- Ele é Analista de Investimentos e empresário.

 Em Junho de 2008, quando o Governo Bush estudava lançar um projeto de ajuda à economia americana, Marc Faber encerrava seu boletim mensal com um comentário bem-humorado:

 "O Governo Federal está pensando conceder a cada um de nós uma bolsa de U$ 600,00."

Se gastarmos esse dinheiro no supermercado Walt-Mart, esse dinheiro vai para a China.

Se gastarmos com gasolina, vai para os árabes.

Se comprarmos um computador, vai para a Índia.

Se comprarmos frutas e vegetais, irá para o México, Honduras e Guatemala.

 Se comprarmos um bom carro, irá para a Alemanha ou Japão.

Se comprarmos bugigangas, irá para Taiwan....

 E nenhum centavo desse dinheiro ajudará a economia americana.

 O único meio de manter esse dinheiro na América é gastá-lo com prostitutas e cerveja, considerando que são os únicos bens ainda produzidos por aqui.

Estou fazendo a minha parte..."

- Resposta de um português igualmente bem humorado:

"Realmente a situação dos americanos parece cada vez pior.

Lamento informar que, depois desse seu e-mail, a Budweiser foi comprada pela PORTUGUESA SAGRES... portanto, restaram apenas as prostitutas.

 Porém, se elas (as prostitutas) repassarem parte da verba para seus filhos, o dinheiro virá todo para LISBOA (Parlamento), onde existe a maior concentração de filhos da puta do mundo."

4 comentários:

  1. Uau! Nao sao parcos de palavras! : )

    ResponderEliminar
  2. Creio que deveria ser "parcos em palavras" e nao "de palavras", nao e?

    ResponderEliminar
  3. Julgo que é "em".
    Mas percebe-se bem o comentário de qualquer maneira.
    Com o qual concordo inteiramente!! :))

    ResponderEliminar
  4. Simplesmente genial, adorei, e em parte é uma boa verdade.
    Feliz semana de trabalho, mesmo no dia da Liberdade.
    Abraço amigo

    ResponderEliminar