15 de abril de 2011

EXCELÊNCIA !!!

Três equipas portuguesas (as três primeiras classificadas na Liga) nas meias-finais da Liga Europa; a certeza de que um (pelo menos...) dos finalistas será uma equipa portuguesa; metade dos treinadores das equipas que estão nas meias-finais das competições da UEFA são portugueses.


Extraordinário!!

O Porto esmagou o Spartak com dois resultados impensáveis nesta fase da prova (5-1 e 5-2).
Numa época em que a equipa do Porto parece não conhecer a palavra limite, e colecciona recordes, ontem escreveu-se mais uma página nessa aventura.
Este 10-3 (resultado agregado) é novo recorde das meias-finais da Liga Europa.
Para o conseguir, o Dragão exibiu-se com classe, com autoridade, com segurança.
André Villas-Boas deixou Maicon, Belluschi e Varela no banco.
E fez entrar Otamendi, Fernando e Cristian Rodríguez.
Como esta equipa do Porto tem uma variedade de soluções fantástica, a equipa funcionou em pleno.
O "Cebola" marcou um golo, esteve em mais dois, Falcao voltou a marcar e consolidou a liderança na lista de melhores marcadores da Liga Europa (12 golos).
De negativo, apenas a lesão de Fucile.
Que terá terminado abruptamente a época.
Esta equipa do Porto é realmente fantástica!
Como o é André Villas-Boas.
Com um futebol muito mais positivo que Mourinho, André Villas-Boas aproxima-se realmente muito mais de Bobby Robson.
Impossível não ficar entusiasmado com o garoto e a equipa.
Segue-se o Villareal (venceu o Tweente na Holanda por 3-1).
E afirmo-o sem quaisquer dúvidas - em condições normais, a final será totalmente portuguesa.
O "Dragão" é muito melhor que o "Submarino Amarelo".

O Benfica ainda apanhou um susto na Holanda.
O PSV, que parecia não ter hipóteses de discutir a eliminatória depois dos 4-1 na Luz, entusiasmou-se com dois golos em 26 minutos.
O Benfica tremeu, Salvio lesionou-se e não deverá voltar a jogar nesta época, e houve ali uma fase algo complicada.
Que terminou com o golo de Luisão à beira do intervalo.
Depois foi gerir o jogo e o cronómetro.
E marcar por Cardozo para empatar o jogo.
Dezassete anos depois, o Benfica volta a uma meia-final europeia.
Porque está muito forte e muito bem orientado.
Está agendado um duelo com o Sp. Braga e, como total, a garantia de presença portuguesa em Dublin.

Braga que é o grande destaque destas meias-finais.
Com um orçamento risível face ao dos seus rivais, apenas com 13 jogadores disponíveis para o jogo de ontem, os bracarenses foram verdadeiros guerreiros.
Jogo intenso, de grande sacrifício, tensão.
Tudo contrariedades que não incomodaram os comandados de Domingos.
O empate (0-0) foi o suficiente para fazer História.
E esta equipa do Braga consegue estar nas meias-finais da Liga Europa e no terceiro lugar da Liga Zon Sagres.
Um trabalho brilhante de Domingos, de António Salvador, dos jogadores do Braga.
Segue-se o Benfica.
As "Águias" são favoritas.
Mas é melhor terem cuidado com estes "Guerreiros" minhotos.

7 comentários:

  1. Vá lá do mal o melhor, nisto da bola Portugal ainda vai dando chutos, poderemos classificar de 3 in 1.
    Sendo os Dragões os melhores.
    A meia final será 100% portuguesa, bem como a final rsrsrs.

    ResponderEliminar
  2. Também estou convencido disso, caro Cambeta

    ResponderEliminar
  3. Certeza de que a final será entre clubes portugueses? Ainda é cedo para dizer isso.

    Mas seria muito interessante.

    Para já, três clubes portugueses nas meias finais de uma competição europeia é coisa inédita.
    Tal como nunca nenhum país teve três clubes nesta situação.

    ResponderEliminar
  4. Observador,
    Não é certeza, é um feeling.
    E olhe que já houve outros países que tiveram três clubes nas meias-finais de competições europeias - Espanha, Itália, Alemanha e Inglaterra.
    Nunca tinha acontecido na Liga Europa.

    ResponderEliminar
  5. Era isso que eu queria referir mas estendi-me.

    :D

    ResponderEliminar
  6. Ai, o meu Benfica ontem ia-me enviando para o hospital, com uma arritmia. Mas fui salva no tempo extra da 1ª parte pelo Luisão.
    Conseguimos, mas a custo.

    As outras tiveram bem. O seu FCP está imparável. O Braga mereceu passar.
    Mas a fina será ganha pelo meu Benfica, eheheh.

    ResponderEliminar
  7. Observador,
    :)))

    Carlota,
    A eliminatória nunca esteve em perigo.
    Jorge Jesus deu alma a confiança ao Benfica.
    Algo que faltava há muitos anos.
    Continuo a acreditar numa final cem por cento portuguesa.
    Que gostava que o Porto ganhasse.
    Mas não faço prognósticos.

    ResponderEliminar