18 de janeiro de 2018

Conversações acerca da situação na península coreana sem a participação da China e da Rússia?


A Cimeira de Vancouver, que reuniu naquela cidade canadiana vinte nações que discutiram a situação política e militar na península coreana, teve uma característica muito peculiar – os países vizinhos da Coreia do Norte, aqueles que supostamente mais influência podem ter no regime norte-coreano, e que também supostamente mais o apoiam, a China e a Rússia, ficaram de fora.
Uma opção verdadeiramente estranha, bizarra mesmo, que é difícil compreender e explicar.
Os restantes países estão fartos da postura de russos e chineses e querem que ambos sejam mais interventivos (Trump fala mesmo em boicote por parte dos russos relativamente a todo o processo)?
Mas, se assim é, deixar ambos fora das conversações acerca do futuro de uma zona do Globo na qual geograficamente se inserem e politicamente são influentes, não parece ser a estratégia mais acertada.
Uma estratégia que foi recebida com espanto e indignação em Moscovo e em Pequim.
Indignação que cresceu quando russos e chineses souberam que poderiam participar em todo o processo, especialmente no seu final e nas suas conclusões, mas apenas com o estatuto de observadores.
De quem terá partido tão estranha ideia, tão peculiar estratégia?
Fosse quem fosse não perceberá que a Rússia e a China, até por partilharem fronteira com a Coreia do Norte, são interlocutores absolutamente indispensáveis no processo de pacificação da península coreana?
Doravante, sempre que for pedida a intervenção de russos e chineses para refrear os ímpetos armamentistas do tirano norte-coreano, não será muito surpreendente se de Moscovo e de Pequim vier um grito em uníssono – Vancouver!

25 comentários:

  1. E terao toda a razao em nao ajudar, quem tera sido o "esperto" que nao os convidou para a festa?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tenho uma certa desconfiança, sami.
      Agravada com declarações recentes.

      Eliminar
  2. Pedro, não é à toa que o Kremlin já veio afirmar que esta Cimeira encerra em si mesma uma reedição da consciência ou da mentalidade da Guerra Fria.

    Por outro lado, que se espera de uma Cimeira liderada por Trump?
    Isto é, além do afrontamento à China e à Rússia (que a meu ver é mais uma encenação de Trump para desviar o olhar dos média para o que realmente importa).
    Além do mais, a meu ver, esta é uma Cimeira fora de tempo, se atendermos ao progresso em termos de diálogo entre o Norte e o Sul das Coreias.

    Um desastre anunciado, pois então!!!

    Aquele abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Quando há desanuviamento na península coreana vem o disparate, Ricardo.
      Neste caso até compreendo Trump.
      Não confia, e eu também não, no minorca.
      Mas deixar a Rússia e a China à margem do que se discute numa zona do Mundo onde esses dois gigantes dominam é mesmo de doidos.
      Aquele abraço

      Eliminar
  3. Se querem ler bobagens ou saber
    um pouco sobre quem as escreve,
    procurem o meu blog. Mas se quiserem
    saber do mundo e da vida, por favor,
    não me saiam daqui. Bebam desta
    fonte e curtam a sabedoria.

    Abração para todos.

    silvioafonso


    ç

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bondade e modéstia da sua parte, silvioafonso.
      Temos dois espaços com temas diferentes, com abordagens diferentes.
      Assim é que é bom.
      Se fossemos todos ter os mesmos interesses, falar e escrever sobre os mesmos temas, era uma sensaboria.
      Abração!

      Eliminar
  4. isto de politicas, lá de fora, sou zero. kkkkkk

    Hoje, em texto:-Aves que esvoaçam ... Afastamento dilacerante...

    Bjos
    Votos de uma feliz Quinta Feira.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amanhã vou fazer uma visita, Larissa Santos.
      Bjs

      Eliminar
  5. Duvido que quer a China quer a Rússia passem ao lado no processo de conversações. Quem assim pensar, vive noutro planeta.
    Um abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O que é mais incrível é que foram vinte países a alinhar nesta tolice.
      Deixando os principais interlocutores naquela zona do Globo de fora.
      Está tudo doido??
      Aquele abraço

      Eliminar
  6. Tudo é estranho à volta da Coreia do Norte. Mas os promotores lá terão tido as suas razões, que desconheço.
    Continuação de boa semana, caro Pedro.
    Abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Essas razões são o mais estranho, Jaime Portela.
      Russos e chineses à margem de qualquer resolução na península coreana é uma impossibilidade lógica e prática.
      Aquele abraço

      Eliminar
  7. Gostaria de formular uma opinião mas, não estando por dentro do assunto, só posso alinhar pelo que escreveu, Pedro...O que, de resto, sempre acontece.

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  8. Olá Pedro

    OBRIGADO pela tua visita ao meu:"
    http://orientevsocidente.blogspot.pt"

    Sim já sei que não morres de amores por Hong Kong.

    Mas, pela minha experiência curta,
    tive mais sorte em HK do que em Macau,
    sempre a chover e eu com dificuldade em me deslocar
    aos lugares para visitar...

    Vês... a tua filha gosta muito da cidade.

    Todo o ser humano fica com as recordações
    melhores ou piores
    consoante aquilo que vivenciaram...

    Não digo que não gostei de Macau
    não foi é tão marcante na minha passagem por lá,
    só isso!

    Beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Grande diferença, tulipa - visitar e viver.
      Visitar Hong Kong, de vez em quando, ainda vá.
      Mas sem grande entusiasmo.
      Viver lá??
      Livra!!
      Beijinhos

      Eliminar
  9. Acontecem coisas muitos estranhas neste planeta.
    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. especialmente quando determinados personagens estão envolvidos, Elvira Carvalho.
      Abraço

      Eliminar
  10. Alguem esperava outra coisa vindo da mente loura e brilhante do Trump.
    Abraço Pedro
    Kique
    https://caminhos-percorridos2017.blogspot.pt

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, vindo daquela cabecinha nada surpreende, Kique.
      Isso é verdade.
      Aquele abraço

      Eliminar
  11. Na politica há coisas muito estranhas!

    Beijinhos Pedro

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E há outras que nos deixam de queixo caído, Adélia.
      Beijinhos

      Eliminar
  12. Muita mosca é atraída,à cabeçorra do Trampa !!!!

    Fico estupefacto,com as tiradas daquele "ilustre" personagem !!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas ainda há muito boa gente a acreditar que o idiota é genial, PSICANALISTA.
      Isso é que é incrível.

      Eliminar
  13. É estranho, mas deve haver uma forte razão par essa atitude...
    O certo é que o tal Kim já é um problema mundial...
    Beijinhos
    ~~~~

    ResponderEliminar