17 de maio de 2018

Beitar “Trump” Jerusalem


O clube de futebol que agrupa os radicais da direita israelita (Beitar Jerusalem) pretende homenagear Donald Trump por ter tido a “coragem”(sic) de reconhecer Jerusalém como capital de Israel.
Qualquer pessoa com um mínimo de sensatez ficaria preocupada com uma homenagem destas.
Trump, vaidoso, insensato, tonto, deverá estar muito feliz.
Uma palavra vale por mil imagens, já todos ouvimos dizer.
Um gesto também.
Se houvesse alguma dúvida acerca da perigosidade e do radicalismo da medida unilateral tomada por Donald Trump ao reconhecer Jerusalém como capital de Israel, os extremistas, violentos, racistas (os adeptos do Beitar têm um cântico onde se intitulam os adeptos mais racistas do Mundo), do Beitar Jerusalem teriam dissipado essa dúvida por completo.
Mas é de gente desta que Trump gosta de se rodear – bajuladores, por maior escória humana que possam ser.
A intenção está exposta, o processo de alteração de nome do clube tem trâmites legais a cumprir para tal se tornar realidade.
E é até bem provável que isso nunca venha efectivamente a acontecer.
Mas só a intenção é suficiente para assustar e para perceber quem rodeia e apoia Trump em mais uma das suas tresloucadas aventuras.
Já há mais umas dezenas de vítimas de um conflito que, para além de se eternizar, agora tem tudo para se agravar.
Com o beneplácito de um Presidente dos Estados Unidos que não tem um pingo de sensibilidade nem de cultura política.

40 comentários:

  1. Mais um texto interessante. Não sei o que vai dar isto...

    Hoje:- Não sofras por não me teres, não é verdade.

    Bjos
    Votos de uma óptima Quinta - Feira

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também não faço ideia, Larissa Santos.
      Bjs, votos de óptima quinta-feira

      Eliminar
  2. Mais um gesto estúpido de Trump.
    Quanto a mim, Jerusalém não devia pertencer a nenhum país. A exemplo do Vaticano, embora de cariz diferente, devia ser uma cidade/país onde coubessem todas as facções e sensibilidades religiosas. Acho que não há maneira de resolver um conflito que dura há séculos.
    Talvez também seja por isso que eu sou agnóstico...
    Continuação de boa semana, caro Pedro.
    Um abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se resolver o conflito se afigura muito complicado, gestos destes só agudizam os problemas já existentes, Jaime Portela.
      Aquele abraço

      Eliminar
  3. Salvaguardando as devidas distancias quase que me fez lembrar o que se passa por cá com o triste Sporting e as aventuras do seu presidente.
    Um abraço e continuação de boa semana.

    Andarilhar
    Dedais de Francisco e Idalisa
    O prazer dos livros

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nas últimas horas a confusão apensou-se lá para os lados de Alvalade, Francisco.
      Tudo em vésperas da disputa da final da Taça de Portugal.
      O Sporting não merece esta gente.
      Rua com eles!!
      Aquele abraço

      Eliminar
  4. Trump é desequilibrado , mas infelizmente tem apoiantes , caso contrário não teria sequer hipótese de ocupar a presidência dos EUA.

    Quanto a Netanyahu é comprovadamente um escroque em que se não pode confiar em nenhum nível, mas que desgraçadamente também tem apoiantes pois já exerceu o POder por vários mandatos.

    EStas duas aberrações juntas vão agravar e muito o drama dos palestinianos e , convenhamos, a comunidade internacional não está isenta de responsabilidades.

    Israel nunca deveria estar na Eurovisão, muito menos vencer o concurso - e, para cúmulo, com uma canção péssima.

    A que propósito começou o Giro de Itália em Israel e permaneceu lá três dias ?!

    Além do mais, tenho muito receio de que Israel ataque directamente o Irão , até porque a extrema-direita religiosa judia quer a recomposição daquilo que chamam o Grande Israel, que implica a destruição de vários países da zona.

    Peço desculpa pelo alongamento do comentário, Pedro.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Desculpa porquê, São?
      Trump, Israel e Irão - só escrever assusta.
      Não me atrevo a pensar no que nos reserva o futuro, no que esta gente é comprovadamente capaz de fazer.

      Só ouvi um bocado da canção que ganhou o Festival da Eurovisao no final de um Telejornal aqui em Macau.
      Aquela trampa é uma pimbalhada que mete impressão!!
      E ganhou com voto popular??
      Anda tudo doido!!

      Eliminar
  5. Pedro,
    vale tudo para publicitar o enorme ego de um homem e o desporto deveria ser uma actividade neutra em qualquer país do mundo, mas infelizmente não é assim.


    Trump e Benjamin Netanyahu andam felizes,é a cegueira do poder e as fábricas de guerra a produzirem, porque quando se quer paz não se 'incendeiam' lugares propensos à uma guerra interminável.

    Beijinhos e resto de boa semana.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ver o nome associado a um clube destes devia assustar qualquer um, mz.
      O cabotino Trump fica feliz e orgulhoso.
      Beijinhos, bom resto de semana também

      Eliminar
  6. Um idiota destes não procura a paz, mas sim mais conflitos! Que o Deus dos deuses nos proteja.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Confesso que, mais uma vez, estou assustado, António Querido.
      Que pesadelo!

      Eliminar
  7. Acho que este homem não tem convicções políticas. O que ele quer é desfazer tudo o que é Obama. Fez umas promessas para agradar à sua base e quer cumpri-las independentemente das consequências.

    O impeachment está a demorar!! Embora a sua destituição não implique necessariamente que seja removido do cargo ... mas será o primeiro passo.

    Será que ele veio para ficar?!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Veio para ficar, Catarina.
      Com tanta porcaria que já se soube acerca da criatura e continua a ter quase 40% de taxa de aprovação não há dúvidas que veio para ficar.
      E que há muitos americanos que dão razão ao Bill Maher - são pura e simplesmente estúpidos.

      Eliminar
  8. «Qualquer pessoa com um mínimo de sensatez ficaria preocupada com uma homenagem destas.»

    Que exagero, Pedro Coimbra! Muitos nazis portugueses também comemoraram a vitória da selecção portuguesa no último campeonato de futebol. Os jogadores da selecção e os dirigentes do futebol português deviam ficar preocupados por isso? É óbvio que não!...

    O facto de os radicais apoiarem certas medidas não significa que os moderados não as apoiem! O problema levanta-se quando apenas os radicais apoiam essas medidas, o que claramente não é o caso!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O Beitar Jerusalem é precisamente conhecido pelos seus adeptos moderados, Afonso de Portugal.
      Essa dá vontade de rir :))

      Eliminar
    2. Eu não disse que os adeptos do Beitar eram moderados, Pedro Coimbra! Pelo contrário, o meu comentário implica claramente que eles não o são!

      O meu ponto é que os radicais apoiam sempre alguém e não basta olhar para o apoio dos radicais, é preciso olhar para TODOS os apoiantes de uma determinada pessoa!

      O Obama também foi apoiado por alguma da pior escumalha de extrema-esquerda, os vândalos do Black Lives Matter e os antifas violentos que se dedicam a espancar pessoas e a destruir propriedade pública... isso diz alguma coias sobre Obama? Não! Não diz rigorosamente nada!

      Eliminar
    3. Afonso de Portugal,
      Agora estou com vontade de citar o meu patrono e dizer "pois" :)))

      Eliminar
  9. Atingi um estado de "santidade" tal que já nada me espanta!
    Se estou feliz? A ti a resposta!

    Beijinho, Família linda.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A mim também não, GL.
      Vindo desta criatura tudo é possível.
      Beijinhos

      Eliminar
  10. Numa das mais de suas sete quintas lá está ele com o seu sorriso de velhaco comemorando os dramáticos acontecimentos que por sua decisão causaram dezenas de mortes e centenas de feridos!

    Tenha uma boa tarde caro amigo Pedro Coimbra.
    Um abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A isso ele, e outros como ele, diga-se a verdade, ele chama danos colaterais, caro Eduardo.
      Aquele abraço

      Eliminar
  11. Já agora, porque não nomear o PORTO a capital de PORTUGAL?
    Nós é que demos o nome ao país.
    E os adeptos do FCPORTO são moderados, bem-educados, pacatos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Alguns adeptos do Porto, Teresa.
      Há outros que são do piorio.
      Nem preciso de dizer quem...

      Eliminar
  12. Desde que me conheço que oiço falar desta guerra na Faixa de Gaza. Uma violência contínua em que ng ganha e agora vem mais este senhor meter achas para a fogueira.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Um conflito sem fim que este cretino agora decidiu agravar :(

      Eliminar
  13. Trump é tão obsceno que manda a filha e o genro em sua representação (qual monarca!) para a inauguração da embaixada dos EUA em Jerusalém, não va aquilo dar para o torto. M-E-D-O!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas a filha e o genro são os bonecos dele.
      Têm os dois bom aspecto e ele gosta de os exibir.
      Enquanto esconde a filha e o filho mais ... vulgares.
      Até nisso é velhaco.

      Eliminar
  14. Mas venha o Prémio Nobel da Paz para este senhor, que não quer conflitos só mesmo a Paz...lol
    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O Prémio Nobel da Paz está completamente desacreditado, Kique.
      Obama recebeu o Prémio Nobel da Paz porquê??
      Aquele abraço

      Eliminar
  15. Gostei sobremaneira deste texto,Pedro.
    A criatura horrorosa conseguiu que eu ficasse triste.
    Beijinhos.
    ~~~~~

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu fiquei triste no dia em que ele foi eleito, Majo.
      Agora é esperar até que o pesadelo termine.
      Beijinhos

      Eliminar
  16. Li essa notícia há dias e digo que fiquei mesmo de boca aberta. Há coisas que não me entram, mas às tantas o problema é meu.
    Abraço e bom FDS, Pedro

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não, não é problema seu, Carlos.
      O problema é mesmo esta figurinha que temos que aturar todos os dias nos próximos anos.
      Aquele abraço, bfds

      Eliminar
  17. Se olharmos para trás na História, assusta ver a quantidade de loucos que estiveram no poder de Nações e de Instituições poderosas. Mas mais MEDO mete ver que a História se faz HOJE e pelos vistos a humanidade não aprendeu nada com o que o passado nos deixou de ensinamentos... e continuam os loucos o (des)governar o mundo.

    Beijinhos assustados

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Assusta mesmo, Afrodite.
      Estar à mercê de gente desta é assustador e frustrante.
      Não vamos pensar muito nisso para não ficarmos malucos

      Eliminar
  18. E quando pensamos que já assistimos a tudo, Pedro, eis senão quando vem mais uma aberração.

    Tristes tempos estes, meu caro, tristes tempos estes.

    Votos de excelente semana para si e suas princesas, Pedro.

    Aquele abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Deste traste é de esperar tudo, Ricardo.
      De um bandalho que, enquanto a mulher está grávida, anda metido com prostitutas, espera-se o quê?!
      Votos de excelente semana para si e as mais que tudo.
      Aquele abraço

      Eliminar
  19. O que mais me dói é saber e ver o quanto o luxo/ poder/egoísmo/ imperam sobre as classes baixas:a pobreza, a fome, a doença, a guerra, a fuga, o mínimo de necessidades básicas para poderem viver uma vida tranquila estão à frente dos seus olhos e ninguém vê nada, ninguém quer fazer nada.
    Sempre desejei viver num mundo sereno, tanto quanto possível igual, mas a História será sempre a mesma.
    Boa semana.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Como eu gostava de discordar, Maria Araújo ...
      Boa semana

      Eliminar