Explicação - a culpa é do corneteiro!


MOMENTO CULTURAL: LIÇÃO DE HISTÓRIA

A HISTÓRIA DO CORNETEIRO DE D. AFONSO HENRIQUES

A conquista de Lisboa aos Mouros

"...  Não queiram lançar a culpa do estado do país, e do que muito por aqui se tem feito, para cima do corneteiro de D. Afonso Henriques..."

Estranha esta afirmação ???? ... sim, é verdade mas só para quem não conhece a história do Corneteiro.
Nos primeiros tempos da fundação da nacionalidade - tempo do nosso rei D. Afonso Henriques - no fim de uma batalha o exército vencedor tinha direito ao saque sobre os vencidos.

   (Saque - s. m. : Ato de saquear. Roubo público legitimado...).

Pois bem, após uma dessas batalhas, ganha pelo 1º Rei de Portugal, o seu corneteiro lá tocou para dar "início ao saque" a que as suas tropas tinham direito e que só terminaria quando o mesmo corneteiro desse o toque para "fim ao saque".
Mas,... devido a alguma maleita ou ferimento, o dito corneteiro finou-se, antes de conseguir tocar o "fim ao saque".
 E.... até hoje, há quem continue a saquear, sem que haja alguém capaz de voltar a tocar "fim ao saque"...
Afinal a história tem explicação para (quase) tudo e, provavelmente a culpa será mesmo do Corneteiro....!!! 
 E a pergunta impõe-se: Não haverá por aí alguém que conheça o maldito toque de “fim ao saque”?


Comentários

  1. Eu não conheço, Catarina.
    Se conhecesse....

    ResponderEliminar
  2. Estimado Amigo Pedro Coimbra,
    Tenho andado afastado do pc por imdisposição fisica, comi um frango no churrasco no domingo e usei um pouco de tabasco e deu nisto, felizmente que hoje já me sinto bem melhor.
    Sobre essa do corneteiro do Rei está boa e bem metida, não sei se sabe que eu Cambeta, quando andava na Bufa, Mocidade Portuguesa, tocava clarim, requinta, trompete e corneta, mas nunca me ensinaram esses toques, sabia sim e até ganhei algum dinehiro com isso, nas missas tocando o toque de sentido.
    Mas se desejar e já que diz não saber o toque de fim de saque, concrate o Inspector Pardal que ele irá de novo à escola de música aprender e talvez lá saibam esse toque, mas não usando uma corneta para o efeito, mas sim uns misseis daqueles que os submarinos estão apetrechados, e como diz o ditado "Quem ferros mata com ferros morre".
    Abraço amigo

    ResponderEliminar
  3. Amigo Cambeta,
    Fico contente por ver que já está recuperado dessa indisposição.
    Acontece a todos.
    Cuidado, temos que ter cuidado.

    Peço então a preciosa ajuda do Inspector Pardal para conseguir encontrar a melodia que sinaliza o fim do saque.
    A coisa começa a ficar complicada :))

    Aquele abraço

    ResponderEliminar
  4. Se ele era corneteiro, não sei; mas que foi o maior e melhor rei que Portugal alguma vez teve, isso foi. Rei que é rei de verdade não é o que se senta tranquila e comodamente no seu trono enquanto o seu povo sofre. Rei que é rei, está na linha da frente, a dar a sua cara e o seu corpo pelo seu povo, inclusive dando a sua vida por ele. Mas hoje em dia é claro que isso já é antiquado, e é por este motivo que, apesar de ter origem maçónica, eu sou declaradamente republicano. Alguém para ser rei tem que ser perfeito, logo, para mim, Rei só Deus.
    Agora na brincadeira... a culpa de Portugal estar na situação em que se encontrar é culpa do D. Afonso Henriques! Não tivesse ele fundado uma nação...

    ResponderEliminar
  5. Fundado uma nação e andado à estalada com a mãe, FireHead :))
    Mas, neste caso, a culpa é do corneteiro, não do Rei :))

    ResponderEliminar
  6. Caro Pedro
    Sempre achei que de facto um País que nasceu com um filho a bater na Mãe tinha que dar nisto. Agora a do corneteiro é que não sabia. Talvez que que com uma das vuvuzelas que sobraram, resulte.
    Abraço
    Rodrigo

    ResponderEliminar
  7. Pedro,
    Post delicioso e pertinente!
    :))
    Beijinho!

    ResponderEliminar
  8. O que torto nasce, tarde ou nunca se endireita, Pedro, e este país nasceu torto...

    ResponderEliminar
  9. Rodrigo,
    Como é que ninguém se lembrou das vuvuzelas, carago??!! :))
    Grande proposta!!
    Aquele abraço


    ana,
    Quem diria que um corneteiro ia fazer tanta m.....porcaria? :))
    Beijinho


    Carlos,
    Será que a ideia do Rodrigo (vuvuzelas) resulta?
    Sempre se pode experimentar....

    ResponderEliminar
  10. Eu até estaria disposto a oferecer-me como voluntário para tocar o FIM DO SAQUE. Mas o problema é que não tenho a maldita partitura. lolololololol=))

    ResponderEliminar
  11. Uma partitura que parece que desapareceu com uns documentos muito famosos, L.O.L. :))

    ResponderEliminar

Publicar um comentário

Mensagens populares