15 de março de 2012

Belém e São Bento, uma relação complexa


A última argolada do Presidente da República portuguesa (já são tantas!!) é o assunto do momento.
Cavaco Silva foi muito infeliz nas revelações que fez, no momento que escolheu para as fazer, no modo adoptado, na inércia perante uma situação de grave conflito institucional.
Não há dúvidas, não há discussão.
Sendo grave, este incidente não será, em boa verdade, dos mais graves na relação tumultuosa que sempre existiu entre Belém e São Bento no período pós-PREC.
Com Ramalho Eanes na presidência, a relação com o então primeiro-ministro (Mário Soares) deteriorou-se a tal ponto que ficou famosa a exigência de Ramalho Eanes de gravar todas as conversas/despachos com o primeiro-ministro.
Que Eanes abertamente acusava de dizer uma coisa na sala e outra quando saía e respondia aos órgãos de comunicação social.
Mário Soares que, já na presidência, teve também uma relação conflituosa com o chefe do Governo (Cavaco Silva) de todos conhecida.
Conflituosa até ao extremo de ver Mário Soares quase como líder da oposição, servindo-se para tal das famosas presidências abertas, e Cavaco Silva a fazer constantemente referência às "forças de bloqueio".
A Mário Soares sucede Jorge Sampaio.
O homem que verá o seu nome para sempre associado ao chuto no rabo do então primeiro-ministro (Pedro Santana Lopes).
Independentemente das diatribes de Santana Lopes, este pontapé ficará para sempre na memória como o pontapé de saída para o regresso do PS ao poder.
No meio desta balbúrdia, Macau também não passou incólume.
Antes foi atingido pela péssima relação institucional, de todos conhecida, entre a presidência da República (Mário Soares e Jorge Sampaio) e o Governador de Macau (Rocha Vieira)
O mesmo que Mário Soares tinha enviado para Macau com a missão de tirar o território das páginas dos jornais no período de transição de administração.
Péssimo relacionamento, e traições, que tiveram reflexo e ecos  que se prolongaram mesmo para o período logo a seguir a Dezembro de 1999.
Com  todo este histórico, a borrada do actual Presidente, o tal assunto do momento,  até parece coisa de somenos.

10 comentários:

  1. ...e eles não entendem nada... e entre eles fazem guerras... quando deveriam lutar por um país mais próspero, mais justo e democrático...

    Afinal para que serve o Presidente da República ?
    - Lançar uns bitaites de quando em vez ?
    - Deixar seguir a caravana quando os erros são grosseiros ?
    ...não entendo estes sorvedores dos dinheiros públicos e continuam a vender o nosso património para se banquetearem a eles e aos amigos...

    ResponderEliminar
  2. Pior que tudo são estas guerras de alecrim e manjerona, Luís.
    Que coisa feia, indigna!
    Aquele abraço

    ResponderEliminar
  3. Inteiramente de acordo consigo, Pedro!

    No entanto, vou enfatizar que a alínea c) do nº 1 do artº 201º da CRP dá alguma razão ao PR, no entanto, é meu entendimento que o modo e o tempo de Cavaco é que não foram os melhores.

    Mas, é como meu amigo e ilustre jurista Pedro Coimbra diz com o histórico que o PS e os seus Presidentes tem nesta matéria a sua actual posição de "virgens ofendidas" mais parece que estão a tentar desviar a atenção do essencial nada mais.

    Pedro, confesso que cada vez tenho menos paciência para uma certa esquerda bacoca que se instalou no nosso País e vive à sombra do chamado "25 de Abril".

    Aquele forte e sentido abraço!

    ResponderEliminar
  4. Caro Pedro Coimbra
    Está por escrever a "história" destes ultimos anos que levaram
    Cavaco Silva à presidência. Continuo a pensar que nem Cavaco nem a coligação actualmente no poder ganharam. Os outros (as esquerdas) é que perderam e parte dela até contribuiu "militantemente" para isso ao chumbarem o PEC.IV. Sou apologista de que o ideal é haver algum contra peso nos orgãos de soberania. O poder absoluto faz-me confusão. Prefiro uma enxurrada de vez em quando, do que águas paradas com tendência a ficar estagnadas e a atraír todo o tipo de "Parasitas"
    Abraço
    Rodrigo

    ResponderEliminar
  5. Meu caro Pedro, é muito curioso que quase todas as relações complexas que refere têm um denominador comum: Mário Soares...

    ResponderEliminar
  6. Uma confusão - intencional, digo eu - à beira mar plantada.

    Falar neste ou naquele nome não é mais que fazer o jogo da batalha naval e ver quem acerta no porta-aviões.

    Soares e Silva, não necessariamente por esta ordem, os piores presidentes da República Portuguesa.

    Abraço

    ResponderEliminar
  7. Ricardo,
    O nosso PR podia ter toda a razão do mundo.
    Perdeu-a quando não fez nem disse nada perante aquele grave gesto do PM.
    Vir agora desfiar este rosário é de uma insensatez brutal.

    Mas, como bem diz, do lado do PS é melhor não haver uma reacção descabida e desabrida.
    Os telhados de vidro são mais que muitos.
    Aquele abraço, Ricardo

    Rodrigo,
    O que me mete confusão, o que acho inaceitável, é ver órgãos de soberania em guerrinhas idiotas.
    Isso é inadmissível.
    E o Rodrigo diz tudo - mais do que Cavaco ganhar, a oposição que lhe foi feita (foi???) é que perdeu.
    Escrevi isso na altura.
    Se ele perdesse, seria uma reedição do cúmulo da lentidão - correr sozinho e ficar em segundo.
    Aquele abraço, Rodrigo

    VICI,
    Ficaram famosos os desabafos de Mário Soares aqui em Macau, tratando os adversários políticos por filhos DE puta.
    Está tudo dito.
    Aquele abraço, VICI

    Sabe uma coisa, António?
    Tinha má impressão de Eanes.
    Confesso que me enganei redondamente.
    E não estou a dizer isto por ele ser sócio do FCPorto :))
    O António fala de Soares e Cavaco.
    Mas olhe que Sampaio também não é boa rês.
    O que ele fez ao Rocha Vieira com a Fundação Jorge Álvares é uma pulhice de todo o tamanho.
    Aquele abraço, António

    ResponderEliminar
  8. Aaaaa o Cavaco Silva a fazer comentários inconvenientes... Aaaa como? Nãaaooo... Ele lá é capaz disso?

    (O Pedro já está consciente que eu gosto tanto do Cavaco como de levar com cavacos na cabeça certo? Só para assegurar que não estou a ferir susceptibilidades)

    :)

    ResponderEliminar
  9. Catarina,
    Dá para perceber que não morre de amores pelo PR :))


    FireHead,
    Curto, conciso, directo e ceteiro!! :))

    ResponderEliminar