27 de setembro de 2011

Curso Rápido de Gramática


- Filho da puta é adjunto adnominal, quando a frase for: ''Conheci um político filho da puta".

- Se a frase for: "O político é um filho da puta", daí, é predicativo.

- Agora, se a frase for: "Esse filho da puta é um político", é sujeito.

- Porém, se o cara aponta uma arma para a testa do político e diz:

"Agora nega o roubo, filho da puta!" - daí é vocativo.

- Finalmente, se a frase for: "O ex-ministro, Alfredo Nascimento, aquele filho da puta, desviou o dinheiro das estradas" daí, é aposto.

Que língua a nossa, não?!

Agora vem o mais importante para o aprendizado - Se estiver escrito:

"Saiu da presidência em Janeiro e ainda se acha presidente."
O filho da puta é sujeito oculto...

6 comentários:

  1. Estimado Amigo Pedro Coimbra,
    A língua portuguesa trabalha em todas as pessoas, mas nem todas são filhos da puta. os políticos esses assim os chamamos mas as mães não tem culpa.
    Abraço amigo

    ResponderEliminar
  2. Os brasileiros têm um sentido de humor terrível, Amigo Cambeta.
    Esta é uma maravilha!! :)))
    Um abraço

    ResponderEliminar
  3. Caro confrade Pedro Coimbra!
    Será que desta forma os regidos ficariam propensos a aprender a gramática normativa?!...
    Caloroso abraço! Saudações gramaticais!
    Até breve...
    João Paulo de Oliveira
    Diadema-SP

    ResponderEliminar
  4. Caro Prof. João Paulo Oliveira,
    Creio que seria mais fácil :))
    Um abraço

    ResponderEliminar
  5. Sujeito oculto, uma coisa que aprendi este ano que existia.
    No meu tempo, sujeito era sujeito e mais nada.
    Modernices gramaticais.

    Beijo

    ResponderEliminar
  6. Estamos sempre a aprender, Carlota
    Provavelmente, se tiver tempo, vou usar a figura gramatical num post que quero escrever hoje.

    ResponderEliminar