17 de janeiro de 2013

Que bom seria se Macau vivesse uma situação financeira desafogada



CY Leung apresentou ontem no Conselho Legislativo de Hong Kong as políticas governativas para o corrente ano.
Entre as várias medidas anunciadas, uma em particular captou a minha atenção - a criação de um fundo de 10 mil milhões de Hong Kong dólares destinado a eliminar progressivamente a circulação de veículos altamente poluentes.
"Limites de vida" mais restritos para os veículos altamente poluentes ainda em circulação; subsídios a serem distribuídos pelas empresas de transportes públicos, táxis, grandes empresas particulares,  procurando incentivá-las a adquirirem veículos amigos do ambiente; aquisição deste tipo de veículos por parte de entidades da administração; redução de impostos na comercialização deste tipo de veículos.
Para que Hong Kong, a braços com sérios problemas ambientais, não se transforme numa cidade onde é perigoso respirar, uma enorme urbe inabitável.
Lembrando-me que, desde o passado domingo, a qualidade do ar que respiramos em Macau é muito má, fiquei a pensar - que bom seria se Macau vivesse uma situação financeira desafogada que permitisse ao Executivo implementar medidas semelhantes às agora anunciadas em Hong Kong, não seria?
Até porque, em termos de escala, tendo Macau uma dimensão territorial muito mais reduzida que Hong Kong, seria muito mais fácil implementar tais políticas.
Muito, muito fácil, mesmo.
Que bom seria se Macau vivesse uma situação financeira desafogada!

16 comentários:

  1. Isso da poluição não interessa para nada. O importante é sorrir para os turistas que são só gente civilizada e simpática...

    ResponderEliminar

  2. Eu já estive a treinar o meu sorriso turístico, Hugo :))
    Só tenho receio que, em resposta a esse sorriso, um desses simpáticos e educados visitantes (não são turistas, são visitantes) me dê alguma simpática cuspidela :))
    Aquele abraço!

    ResponderEliminar
  3. Este problema é comum ao mundo inteiro e só não o resolvem porque não querem. Já existem os carros eléctricos.
    Se gastam menos podem pagar mais de modo que o Estado receba o mesmo valor da taxa petrolífera.
    Ficaríamos todos a ganhar. Melhores carros e menos poluição.
    As guerras acabariam porque se fecharia a torneira da OPEP

    ResponderEliminar

  4. Em Macau, com tanto dinheiro que há, com 30 Kms 2 de terra, seria tão fácil!
    Mas não há nem vontade, nem ciência.
    E é uma pena que assim seja
    Aquele abraço!

    ResponderEliminar
  5. Estimado Amigo Pedro Coimbra,
    Estou inteiramente de acordo com suas sábias palavras.
    Dinheiro existe, mas como bem disse existe falta de vontade, e fazem até o inverso, cada dia mais viaturas da China entram em Macau.
    Ps. agora já consigo postar comentários em seu belo blog.
    Abraço amigo

    ResponderEliminar
  6. E não vive, Pedro? Ou não há vontade politica?

    Caro amigo, aproveito para desejar a si e suas princesas um bom fim de semana, pois amanhã partimos (eu e a minha mulher) para Londres regressando, apenas, na 4ª feira, irei dando notícias via FB isto se não irregelar os ossos e todas as articulações dos dedos com o frio que se adivinha (entre -1º a -7º)!

    ResponderEliminar
  7. Amigo Cambeta,
    Nao há vontade nem capacidade.
    Quando assim e, mesmo havendo muito dinheiro, os resultados são deploráveis.
    Uma situação que envergonha.

    Tive que mudar o visual do blogue porque estava a criar problemas a quem aqui vinha.
    Aquele abraço


    Ricardo,
    Eu até acho que há dinheiro a mais.
    O problema e nao haver capacidade nem vontade política para o utilizar no que e mais necessário.
    Era tão fácil fazer de Macau uma cidade amiga do ambiente, Ricardo!

    Faca-me o favor de se divertir imenso, de namorar imenso com a sua belíssima esposa.
    Quando e assim, esquece-se o frio e tudo!
    Aquele abraço!

    ResponderEliminar
  8. Deve haver muitos interesses por trás. Eu também gostaria de poder juntar o melhor de dois ou três mundos, mas parece que isso não é possível. Macau sempre foi muito poluído e não estou a ver isso a mudar para melhor. Quando voltar (viagem marcada para dia 4 de Abril), bem que vou precisar de descobrir espaços verdes para onde eu possa dar as minhas corridinhas.

    ResponderEliminar
  9. Nos últimos dias tenho lido algumas notícias sobre a elevada poluição na China, que me parecem muito preocupantes. Quando o crescimento é sustentado em indústrias altamente poluentes, correm-se sérios riscos.

    ResponderEliminar
  10. Triste é ser por por todo o mundo!
    Casa nova Pedro, por vezes os blogues tornam-se pesados e não se conseguem abrir.

    beijinho e uma flor

    ResponderEliminar
  11. Quando quem governa e manda não está para aí virado, mesmo que seja um erro crasso, não há muito que se possa fazer. E é pena! ;)

    Beijocas!

    ResponderEliminar

  12. A poluição agora é disparatada, FireHead.
    Má qualidade do ar que respiramos?
    Porquê?
    Os tais interesses a que você se refere....
    Não há amanhã!

    Quando voltar, vá pensando em ginásios.
    Ao ar livre?
    Muito difícil e algo perigoso, mesmo.

    Carlos,
    Macau não tem indústria.
    Isso já era.
    Tem é 30 milhões de visitantes por ano, um número infindável de veículos poluentes, construção em altura que faz efeito estufa, falta de espaços verdes, de pulmão.
    Loucos!!


    Adélia,
    Aqui é de de doidos.
    Doido também está o Blogger.
    Já mudei de configuração duas vezes e continuo com dificuldade em comentar.
    No meu próprio blogue!!
    Beijinhos

    Isso mesmo, Teté.
    Cegos surdos e mudos.
    Fazer o quê?
    Protestar, berrar.
    Pode ser que um dia nos ouçam
    Beijocas

    ResponderEliminar
  13. Uma coisa é certa: vou-me meter numa arte marcial. Não posso estar parado. Em relação aos ginásios, tenho aí amigos que percebem disso, mas deixe-me ver com os meus próprios olhos como é que está a Guia. Obrigado pela dica.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Locals para a pratica de artes marciais, e ginásios, há muitos.
      O ar livre para praticar desporto?
      Em Abril, com o clima já um bocado melhor, na Guia, talvez....
      Mas estes tontos rebentaram com o pulmão de Macau em meia dúzia de anos.
      Loucos!!

      Eliminar
  14. Voltando uns posts atrás isso não é falta de dinheiro é mesmo falta de oxigenação no cérebro de alguns...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pura cegueira e estupidez, Poppy
      Que, misturadas com ganância, dão vómitos!

      Eliminar