Um homem que vive na Alemanha foi processado por não conseguir engravidar a mulher do vizinho, depois de ser contratado por 2 mil euros, para isso.
Demetrius Soupolos e a mulher, Traute, queriam ter uma criança, mas descobriram que Soupolos não poderia ter filhos. Por isso, decidiram contratar Maus, na esperança que o homem casado e com dois filhos pudesse engravidar Traute.

A informação foi divulgada pela publicação alemã "Bild".
Depois de seis meses e nenhuma gravidez - com uma média de tentativas de três vezes por semana -, Soupolos insistiu para que Maus passasse por exames médicos. Os testes mostraram que o vizinho também é estéril.

Por isso, a mulher de Maus foi obrigada a admitir que as duas crianças não eram dele.

Agora, decida você o que é pior:
1) Contratar alguém para *comer* sua mulher por seis meses.
2) Ir à justiça cobrar de quem *comeu* sua mulher por seis meses, a seu pedido.
3) Descobrir que você é estéril, enquanto tenta engravidar a mulher do vizinho, recebendo para isso.
4) Descobrir que os dois filhos, que você tem, não são seus.
5) *Cornear* oficialmente o vizinho e descobrir que já foi *corno*, no mínimo, duas vezes.
6) Ser denunciado ao serviço de proteção ao consumidor, por má qualidade do serviço prestado e propaganda enganosa.
7) Ter que devolver o dinheiro e assumir a *cornitude*.
8) Todas as anteriores.

Se pensam que é uma anedota, tirem as dúvidas aqui