16 de janeiro de 2013

CARROS DOS JUÍZES DO TRIBUNAL CONSTITUCIONAL




O Tribunal Constitucional é um tribunal de nomeação politica e e
stes carros são utilizados pelos Juízes - num total de 13 - para todo o serviço, precisamente como acontece nas grandes Empresas.

1- O Presidente tem um BMW 740 D (129.245 € / 25.849 contos)

2- O Vice-Presidente: BMW 530 D ( 72.664 € /14.533 contos)

3- Os restantes 11 Juízes têm BMW 320 D ( 42.145 € /8.429 contos, cada )

Portanto, uma frota automóvel no valor de 665.504 €/ 133.101 contos.
Muito mais de meio milhão de Euros?!!!

É o único Tribunal Superior Europeu (se calhar mundial) onde os Juízes têm direito a carro como parte da sua remuneração (automóvel para uso pessoal).

A que propósito? Pura ostentação! 
Ninguém se indigna? 
Quem é que autorizou este escândalo?



15 comentários:

  1. Tanta coisa que vai mal...
    Um abraço

    ResponderEliminar
  2. Vou começar e terminar pelo inicio do seu post, Pedro!

    O Tribunal Constitucional é um tribunal de nomeação politica e...está tudo dito, não é verdade, caro amigo?

    Quanto aos outros(as) Juízes(as)ou levam o seu carro ou o escravo do marido/mulher fazem de motorista, sei do que falo, querido amigo!

    Aquele abraço e espero tê-lo, em breve, de volta ao meu blogue!

    ResponderEliminar

  3. Em Macau, os juízes têm direito a viatura e motorista, Ricardo.
    Não tenho nada contra, não me faz impressão.
    Há tanto dinheiro, esta não é uma forma de o gastar que me ofenda.
    Em Portugal?
    Quando se pedem sacrifícios às pessoas?
    Tenham vergonha!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Reitero o que disse APENAS,repito, APENAS neste Tribunal de "nomeação politica" os Juízes tem direito a motorista, isso que fique bem claro!

      Abraço

      Eliminar
    2. Eu sei, Ricardo.
      Tenho vários amigos juízes, meu caro.

      Em Macau, tem direito a carro, a motorista, um excelente salário.
      Porque nao?
      Tem uma profissão de grande responsabilidade, passam uma vida a investir tempo e dinheiro na formação, se há dinheiro, e aqui há muito, porque nao?

      Eliminar
  4. A grande questão roda sobretudo em torno do que disse na resposta ao Ricardo, numa altura em que se pedem sacrifícios é vergonhoso demais.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Essa e a questão, Poppy.
      Quando há disponibilidade financeira, os juízes, em qualquer parte do mundo, devem ser bem remunerados, ter boas regalias.
      A questão e que Portugal atravessa um momento de grandes dificuldades e estas coisas, neste momento, são ofensivas.

      Eliminar
  5. este ataque ao TC também vem muito a propósito, Pedro. A central de informação do governo não falha uma.

    ResponderEliminar
  6. Se o tipo que me enviou isto vê o comentário do Carlos vai a Portugal a sua procura :)))

    ResponderEliminar
  7. Esta gente tem que andar bem 'montada', Pedro.
    E é preciso dar do bom e do melhor a quem 'amanhã' nos pode dar jeito ter na mão.

    Com consideração,
    Eu, possuidor de um Citroen C1.
    Abraço

    ResponderEliminar
  8. Citroen C 1 que e um carro porreirinho, maneirinho, fácil de arrumar, económico, António.
    O meu pai teve um GS, eu uma Dyane.
    E estão a aparecer por aqui com alguma forca os DS.

    Como comentei co o Ricardo, os juízes aqui tem direito a carro e motorista.
    O que nao significa um carro e um motorista para cada um.
    E muito menos esta bombas.
    São os Nissan Cefiro.
    E olhe que aqui há dinheiro para muito mais.
    Com o pais no estado em que esta, isto e ofensivo.
    Abraco

    ResponderEliminar
  9. Podemos vender os carros e baixar o IRS?

    ResponderEliminar
  10. O Salazar é que era mau, logo ele que até fazia questão de pagar do seu próprio bolso aquilo que ele gastava, não se servindo de mordomias do género...

    ResponderEliminar

  11. Ora aí está uma boa proposta, Su! :))

    FireHead,
    Você tem uma ideia tão errada do homem!
    Eu digo-lhe isto com conhecimento de causa.
    Como já lhe expliquei, era vizinho dos meus avós e do meu pai.

    ResponderEliminar