9 de agosto de 2012

O negócio que faltava para desbloquear um mercado ainda adormecido?


O mercado de transferências, na Europa, tem estado muito sossegado.
Dá a sensação que os grandes clubes,  os que, mesmo em cenário de crise económica, ainda dispõem de poderio financeiro para conseguir efectuar grandes negócios, têm estado à espreita, à espera de alguém que tome a iniciativa.
Cenário agravado pela disputa dos Jogos Olímpicos e pelo assédio aos grandes craques brasileiros que se prevê venha a ter novos e decisivos episódios após o final dos Jogos.
Estávamos neste impasse até ontem.
Os petrodólares do Paris St. Germain poderão ter sido decisivos para dar um safanão neste torpor.
A contratação da estrela do São Paulo, Lucas, por 43 milhões de euros, ele que era também muito cobiçado por outros grandes colossos (Manchester United à cabeça), abanou (e de que maneira!!) o mercado.
Que os parisienses já tinham agitado anteriormente com as contratações de Thiago Silva, Lavezzi e Ibrahimovic (vejam aqui as 25 maiores transferência até agora).

Porque fez despertar os grandes clubes para a necessidade de se apressarem a concretizar as transferências que querem consumar; porque fez crescer a especulação à volta do valor a estabelecer para a transferência das grandes estrelas (a imprensa brasileira questiona qual será agora o valor de mercado de Neymar, pondo em causa a oferta do Barcelona, de 60 milhões de euros); porque fez crescer as dúvidas que se colocam acerca das intenções de compra dos clubes que se podem dar a estes luxos, a estas loucuras.
E são poucos.
Real Madrid e Barcelona, em Espanha; Manchester United, Manchester City, Tottenham e Chelsea em Inglaterra; Paris St. Germain, em França; Anzhi, na Rússia; Dínamo de Kiev, Ucrânia.
Estes dois últimos sem outro poder de sedução que não seja o dinheiro.
Com os clubes italianos sem capacidade de competir no mercado, será à volta destes clubes que, nos próximos dias, se irão realizar os grandes negócios, se irão concretizar as grandes transferências.
Quais?
Há pistas, há sinais, mas também há muita fumaça no ar.
Querem arriscar alguma previsão?

8 comentários:

  1. Subscrevo na integra o seu post, caro amigo!

    Quanto a previsões...só no fim do mercado!!! :DDDD

    Abraço

    ResponderEliminar
  2. A maioria está a guardar-se para a última hora !
    Há clubes que têm mesmo que vender e estão a pedir muito por cima. Há clubes que querem comprar mas estão a contrapropor muito por baixo.
    Todos sabem disso e os compradores vão fazer os vendedores, mais pobres, sofrer até ao último momento para ver se cedem !
    O campeonato vai começar, cá, e ainda se farão negócios posteriormente.

    Abraço
    .

    ResponderEliminar
  3. Aqui em Portugal, o campeão das transferências é até ao momento o Benfica, mas acredito que no fim dos Jogos Olímpicos ainda vai haver mais surpresas.

    ResponderEliminar
  4. Eu passo para deixar ao Pedro o meu beijinho e uma flor.

    ResponderEliminar
  5. Até final do mês, o mercado vai agitar-se muito e prevejo que três dos nossos ( Hulk, Moutinho e Álvaro Pereira) rumem a Inglaterra.

    ResponderEliminar
  6. Ricardo,
    Você, um benfiquista, a adoptar a atitude do grande "capiton" João Pinto?
    Ao que isto já chegou!! :)))
    Aquele abraço

    Rui,
    É isso mesmo.
    Há muita gente a querer comprar, mas a querer pagar pouco.
    Pelo contrário, os potenciais vendedores não querem deixar sair as jóias por tuta e meia.
    Esses grandes clubes vão ter que gastar mais um bocado de dinheiro se querem levar os jogadores.
    Aquele abraço


    FireHead,
    Campeão de compras?
    Vendas, ainda ninguém realizou uma venda em condições.
    No capítulo das compras, entre Benfica e Sporting, a coisa estará muito equilibrada.

    Beijinho, Adélia :))


    Carlos,
    Álvaro Pereira sairá.
    Já devia ter saído, até.
    Quem não quer estar, fora!
    Idem, aspas, para Rolando (o facto de Abdoulaye ficar no plantel diz tudo).
    Hulk, Moutinho, Fernando, James, são jogadores com muito mercado.
    Mas, como refere o Rui, em saldos não os levam.
    E o Porto não os pode vender todos.
    Para Hulk e Moutinho saírem, alguém terá que gastar muito dinheiro.
    Estão dispostos a isso?
    Ainda não percebi bem.

    ResponderEliminar
  7. Saídas eminentes:
    Pinto da Costa, Valentim Loureiro.

    Dúvidas:
    Luis Filipe Vieira e Fernando Oliveira.

    Eram para ser mas não são:
    Todos os outros.

    Um abraço sem transferências.

    ResponderEliminar
  8. Esses parece que nunca saem, António!
    E nem faziam falta nenhuma.

    ResponderEliminar