12 de março de 2012

Como é que eles foram parar ali?















15 comentários:

  1. Estimado Amigo Pedro Coimbra,
    Adorei ver essas curiosidades, a última então é o máximo, visto que os outros animais lhe deve ter falhado o GPS, ao coelho esse se for expor para a época da caça rsrsrs.
    Abraço amigo

    ResponderEliminar
  2. O último é o mais incompreensível, Amigo Cambeta.
    Como é que o Coelho foi parar ali?? :)))
    Aquele abraço e votos de boa semana

    ResponderEliminar
  3. Pobre Coelho!!!
    Não chega o Carlos estar SEMPRE a atacá-lo, agora também o Pedro.

    O Sócrates todo contente em Paris a brincar com a filosofia e, o PPC que se aguente com um Portugal em crise e com um povo que ainda não compreendeu que também é culpado dessa mesma crise!!!

    "Como é que o Coelho foi parar ali?"
    A minha pergunta é outra:
    Porque é que o PPC quis ir parar ali?
    Perdeu o juízo ou é masoquista?

    ResponderEliminar
  4. Caro Pedro
    Os outros meteram-se em buracos por serem irracionais. O ultimo meteu-nos a nós num grande buraco por ser "racional".
    Abraço
    Rodrigo

    ResponderEliminar
  5. Mas eu só brinco com ele, ematejoca.
    Não o ataco.
    Hoje não consegui comentar no seu blogue.
    Vou tentar novamente.

    Um Coelho muito malandro, não é, Rodrigo?
    Aquele abraço

    ResponderEliminar
  6. Para a última foto tenho explicação, Pedro!

    O PP Coelho foi lá parar com o meu voto e de mais um milhão e tal de portugueses que estavam fartos de serem enganados por um senhor que dizem, agora, que anda por Paris as estudar Filosofia "técnica". :DDD

    Grande abraço!

    ResponderEliminar
  7. Obviamente, que quis escrever "a estudar" e não "as estudar" fica aqui o meu "mea culpa"! :DDD

    ResponderEliminar
  8. Ricardo,
    Como eu respondi à ematejoca, eu só brinco com ele.
    Não votei, não fiz segredo disso, da minha condição de abstencionista.
    Mas, olhando para o que nos é apresentado, qual é a alternativa ao PPC?
    O Seguro, o "jovem" mais velho de Portugal?

    Ao diletante nem faço referência.
    Vamos esquecer o personagem.

    Aquele abraço

    ResponderEliminar
  9. Lol, o último caso explica-se facilmente: ele está onde está porque o povo assim o quis...

    ResponderEliminar
  10. Coitadinhos... Essas imagens atrofiam-me bastante. Porque sou um bocado claustrofóbica só de imaginar-me presa, só para ter noção, se sinto que as minhas mãos incharam e tenho algum anel que está a apertar, fico logo aflita que não o consiga tirar...

    Eu substituía a ultima imagem pela do President Cavaco.. Mas isso sou eu :p

    ResponderEliminar
  11. Gírissimas as fotografias dos animais.

    Do buraco em que estamos é melhor nem falar, Pedro!
    Beijinhos e boa semana! :)))

    ResponderEliminar
  12. Já conhecia.
    Mas da que tenho mais pena é da última. Mas, mais pena tenho de quem lá o pôs.
    Beijo

    ResponderEliminar
  13. Caro confrade Pedro Coimbra!
    O comentário do confrade Rodrigo está irretocável!!!
    Caloroso abraço! Saudações realistas!
    Até breve...
    João Paulo de Oliveira
    Diadema-SP

    ResponderEliminar
  14. FireHead,
    Nem mais!!
    E há que respeitar.
    O que não implica que não se possa brincar.

    Catarina,
    Também sofro do mesmo problema.
    O PR merece-me respeito institucional.
    Mas tem feito umas figuras que nem vale a pena comentar.....

    ana,
    Esse buraco é melhor esquecer mesmo :)))
    Beijinhos e boa semana para si também

    Carlota,
    Foi escolhido, democraticamente, há que respeitar.
    Mas, sempre, com o lema do blogue - "saudável desrespeito" :))
    Beijo

    Prof. João Paulo de Oliveira,
    São as regras do jogo democrático.
    Mais, enquanto dirigentes do meu país, por mais que não goste das pessoas, respeito-as institucionalmente (acho que sou um bocado americano nesses aspecto) :)))
    Aquele abraço e votos de boa semana

    Catarina,
    Não é coelho, é Coelho, e ainda muita gente se interroga como é que ali foi parar.
    Já estão aqui as respostas :)))

    ResponderEliminar