16 de setembro de 2011

Médicos (1)

Depois de tantas de loiras, advogados, dentistas, enfermeiros, engenheiros, farmacêuticos, psicólogos, é a hora dos médicos.





Diz um médico para outro:

- Esse paciente deve ser operado imediatamente.

- O que ele tem?

- Dinheiro.

8 comentários:

  1. Estimado Amigo Pedro Coimbra,
    É bem verdade, e eu o posso testemunhar a 100%.
    Abraço amigo

    ResponderEliminar
  2. Temos aqui um bom exemplo em Macau, não é Amigo Cambeta.
    Continua com aqueles problemas que o atormentavam?
    Se assim for, votos de rápido restabelecimento.
    Um abraço amigo

    ResponderEliminar
  3. Obviamente, antes de publicar (esta e as que se seguem) enviei a amigos e familiares médicos.
    Só não me chamaram Doutor!!! :))))
    Bjs

    ResponderEliminar
  4. Infelizmente uma realidade cada vez mais actual.

    beijo

    ResponderEliminar
  5. Não é só em Portugal, Carlota.
    Sabe o que é que se diz aqui por brincadeira?
    Quem vai ao hospital público, tem boas hipóteses e sair de lá sem vida; quem vai ao hospital privado, tem excelentes hipóteses de sair de lá sem dinheiro.
    Na terra dos ricos e dos casinos, a Saúde é tratada a pontapé.
    Beijo

    ResponderEliminar
  6. Estimado Amigo Pedro Coimbra,
    Aqui na Tailandia num hospital privado pediram-me 400 mil baths, valor este estimado, pois podia ser mais, para ser operado a um dedo da mao direita, visto ter contraído uma Contratura Dupuryen, como é óbvio nao me submeti à operaçao.
    Em Macau, tanto no Hospital Conde de S. Januário como no Kiang Vu, nenhum médico sob fazer o diagnóstico, só volvidos alguns anos, e sabendo eu de que problema se tratava, falei com um médico de Cirurgia plástica em Macau, e lá fui operado no HCSJ.
    A operaçao, segundo o médico correu bem, pois é mas fiquei com um dedo mal tratado, e que até à data da operaçao estava bom.
    O problema subsiste visto o dedo minimo da mao direita estar de novo a encurvar.
    Enfim, existem médicos e médicos, o dinheiro fala mais alto.
    Fui mal tratado nos 8 dias que estive hospitalizado em Macau, visto nao poder utilizar a mao direita e ninguem me ajudar a dar de comer, ou mesmo dar-me banho.
    A saúde em Macau é uma m....
    Abraço amigo

    ResponderEliminar
  7. Infelizmente é verdade, Amigo cambeta.
    Com tanto dinheiro disponível, o sector da Saúde devia ser prioritário.
    No entanto, como bem sabemos, as prioridades são outras.
    Votos de rápido restabelecimento.
    Um abraço

    ResponderEliminar