27 de setembro de 2011

Alegrai-vos mulheres sauditas que vosso soberano é magnânimo!


Uma data histórica, um gesto libertador, uma decisão revolucionária, os ventos de mudança que sopram imparáveis, agora até ao reino Saudita.
Foi com esta estridência que foi anunciada a decisão do rei Abdullah da Arábia Saudita de conceder às mulheres do reino o direito de votarem, daqui a quatro anos (se até lá não houver alterações...), em obscuras eleições municipais, as únicas que se realizam no país e que, em boa verdade, não decidem merda nenhuma.
Magnânimo, este monarca saudita!
Num país onde as mulheres não podem conduzir, não podem viajar, trabalhar, ir a uma consulta médica, ser submetidas a uma intervenção cirúrgica!!, sem o consentimento expresso do marido (é mais dono que marido!), o rei permite agora que as mulheres possam votar, daqui a quatro anos (vamos com calma, não é?!), numa porcaria de uma eleições que não têm ponta de interesse.
E noticia-se esta afronta à dignidade da mulher com a mesma pompa e circunstância que foi dispensada à vitória do movimento sufragista.
Pessoalmente, todo este cenário, o anúncio do magnânimo e visionário monarca, e o barulho noticioso em volta do mesmo, entristece-me e revolta-me profundamente.
Como é que é possível que a Humanidade tolere a existência de situações como esta, em pleno século XXI, e festeje efusivamente a encenação teatral dos que oprimem e violentam os mais elementares direitos das mulheres?!


11 comentários:

  1. Caro Pedro Coimbra
    De facto é humilhante para as mulheres Sauditas. Um direito que lhes tem sido roubado, ser-lhes agora concedido a um prazo inaceitável.
    subscrevo a sua indignação.
    Abraço

    ResponderEliminar
  2. E nem é um concedido um dirito, Rodrigo.
    É mais um bocadinho de um direito.
    Não alinho em charlatanices.
    E este é um bom exemplo de charlatanice.
    Um abraço

    ResponderEliminar
  3. Estimado Amigo Pedro Coimbra,
    Os arabes são como os cristãos, uns catolicos apostolicos romanos outros catolicos aposticos evangelicos, já para não falar dos ortodoxos e companhia.
    Nem todos os países onde se processa a religião de Alá as leis são as mesmas, quem pode manda é assim já.
    Que o rei da Arábia Saudita vá comer caracois para o deserto.
    Já lá estive e sei como é, uma cambada.
    Abraço amigo

    ResponderEliminar
  4. Ora aí está uma boa solução, Amigo Cambeta - o idiota ir papar carcóis para o desrto.
    Assim evitava de nos faze passar por parvinhos.
    Um abraço

    ResponderEliminar
  5. Infelizmente ainda é triste ser-se mulher em alguns países.
    Mas gostei da ideia do meu compadre, eheheh comer caracóis no deserto..

    Beijo

    ResponderEliminar
  6. Pedro
    É humilhante e triste mas acho que é algo de ruim que não tem fim.
    Beijo

    ResponderEliminar
  7. Nem sei o que dizer de uma decisão a um tempo longo, sim quatro anos parecem 4 décadas, pois os direitos fundamentais de um povo deviam ser para ontem.
    Bjs. :)

    ResponderEliminar
  8. Carlota,
    As mulheres sauditas vão poder votar, daqui a quatro anos, em listas de HOMENS, para eleger uns caramelos que têm menos poderes que o presidente da junta de freguesia.
    Mas vão continuar a não poder, por exemplo, tantas vezes, escolher o marido.
    Que nem é marido, repito, é dono.
    Para palhaçada....
    Beijo

    Adélia,
    Gostava de ser mais optimista que a Adélia.
    Mas, em boa verdade, não sou.
    Beijo

    ana,
    Este gesto é areia para os olhos.
    Apenas para apaziguar os ânimos por uns tempos.
    Quem lhe dá cobertura é tonto.
    Bjs

    Carlos,
    Noticiar humilhações como se tratasse de fenómenos positivos é algo que me ultrapassa.
    Um abraço

    ResponderEliminar
  9. As mulheres das classes privilegiadas não sentem tanta falta de liberdade o ano inteiro... Quando lhes apetece vão para os Estados Unidos onde são completamente livres. Conduzem, bebem, divertem-se sem quaisquer limitações....

    ResponderEliminar
  10. Pois é, Catarina.
    Mas, mesmo essas, não o podem fazer nos seu próprio país.
    Aviltante!!

    ResponderEliminar