24 de junho de 2011

Uma reflexão de Woody Allen


"Na minha próxima vida, quero viver de trás para frente.

Começar morto, para despachar logo o assunto.

Depois, acordar num lar de idosos e ir-me sentindo melhor a cada dia que passa.

Ser expulso porque estou demasiado saudável, ir receber a reforma e começar a trabalhar, recebendo logo um relógio de ouro no primeiro dia.

Trabalhar 40 anos, cada vez mais desenvolto e saudável, até ser jovem o suficiente para entrar na faculdade, embebedar-me diariamente e ser bastante promíscuo.

E depois, estar pronto para o secundário e para o primário, antes de me tornar criança e só brincar, sem responsabilidades. Aí torno-me um bébé inocente até nascer.

Por fim, passo nove meses flutuando num "spa" de luxo, com aquecimento central, serviço de quarto à disposição e com um espaço maior por cada dia que passa, e depois - "Voilà!" - desapareço num orgasmo."

9 comentários:

  1. Este texto é lindíssimo assim como outras frases deste artista - Woody Allen.

    Se nos fosse permitido escolher o tempo ou o modo como estamos situados nele seríamos mais felizes...?

    Eu quero viver o meu tempo agora neste momento sem imaginar o que será depois nem relembrar o que foi antes.

    ResponderEliminar
  2. Luís,
    O texto do Woody Allen é fantástico.
    E reflecte muito sabiamente aquela ideia do "se eu soubesse o sei hoje....".
    Gosto do texto, mas acompanho a reflexão do Luís.
    Sinto-me muito bem no meu tempo.
    Sem saudades.
    Do passado ou do futuro.

    ResponderEliminar
  3. Caro confrade Pedro Coimbra!
    Esta reflexão de Woody Allen me fez lembrar da película ""The Curious Case Of Benjamin Button" entre nós "O Curioso Caso de Benjamin Button", produzida em 2008, que trás à baila a mesma temática da reflexão acima.
    Caloroso abraço! Saudações existencialistas!
    Até breve...
    João Paulo de Oliveira
    Diadema-SP

    ResponderEliminar
  4. Gosto muito de Woody Allen, perfeito como sempre.Parabéns pela postagem.

    ResponderEliminar
  5. Caro Prof. João Paulo de Oliveira,
    Com o Brad Pitt.
    A temática é realmente semelhante.
    Um abraço

    Arnoldo,
    O Woddy Allen é um fenómeno.
    Realizou filmes excepcionais e tem textos excepcionais também.
    Um abraço

    ResponderEliminar