21 de junho de 2011

Reclamação com classe

Uma mulher lindíssima e atraente que está num bar, faz um gesto gracioso para o barman que imediatamente se aproxima. Quando ele chega, ela muito sedutora, começa a acariciar-lhe o cabelo, a barba, passando e repassando os dedos e as mãos vagarosamente pelo seu rosto e pergunta-lhe:

- Você é o proprietário?

- Não! - responde ele.

- Você podia chamá-lo? Preciso falar com ele! - diz ela afagando o cabelo ao barman.

- Acho que não poderei ajudá-la, pois ele não está cá hoje. - diz o barman já excitado com a situação. - Posso fazer algo por si? - pergunta ele.

- Claro que pode! Preciso que lhe dê um recado - diz ela, massajando-lhe a barba, enfiando-lhe dois dedos na boca e deixando que ele os chupe levemente.

- Diga-lhe que não há papel higiénico, nem sabonete para lavar as mãos, na casa de banho das senhoras!

6 comentários:

  1. Esperava outro final...
    Porem não está mau.
    O barman chupou o dedo e a sujidade de quem se limpou aos dedos............

    Pedro semeia a boa disposição.

    ResponderEliminar
  2. Catarina,
    É precisamente essa a intenção, provocar essa reacção.
    E é muito bem feito para quem se esquece destes "pormenores" e para quem acha que é "ladies man"!! :))

    Luís.
    O final é inesperado, muito engraçado e transmite uma mensagem importante.

    ResponderEliminar
  3. Perfeita reclamação, se algum agente da Asea estivesse presente é que seria um grande problema.
    Abraço amigo

    ResponderEliminar
  4. Prof. João Paulo Oliveira,
    Não estava à espera deste final, pois não? :))

    Amigo Cambeta,
    Uma reclamação fortíssima :))

    ResponderEliminar