24 de novembro de 2016

Intemporais (53)

4 comentários:

  1. Respostas
    1. Mais rasgadinho que o original mas muito bem conseguido, António.

      Eliminar
  2. Belos tempos!
    E são mesmo intemporais, Pedro

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Esta versão faz jus ao original, Maria Araújo
      Muito boa mesmo.

      Eliminar