16 de fevereiro de 2016

Conheça várias curiosidades sobre as contas da Presidência da República (BRUNO SIMÕES, Jornal de Negócios, 17 Janeiro 2016)


Sabe quanto dinheiro é que a Presidência tem no banco? E quantos imóveis? E quantas pessoas trabalham no Palácio de Belém? E quantas pessoas trabalham com Maria Cavaco Silva? Conheça alguns das curiosidades sobre o órgão que vai ter novo chefe em Março.

Presidência dá trabalho a 242 pessoas

No final de 2015, trabalhavam para a Presidência da República 242 pessoas, o que traduz a saída de cinco efectivos face a 2014. Nesse ano, os funcionários dividiam-se em duas categorias: 88 trabalhavam nos Serviços de Apoio Directo ao Presidente (SAD) e 159 na Secretaria-Geral da Presidência da República (SGPR). O pessoal dos SAD pode manter o vencimento de origem e não tem direito a receber horas extra. Entre os da SGPR, quase metade recebe menos de 1.000 euros. A última avaliação de desempenho ao pessoal data de 2009 e há 12 trabalhadores sindicalizados.

Quase um milhão de euros no banco e 19 mil no cofre

A Presidência da República tinha, no final de 2014, de acordo com a auditoria do Tribunal de Contas, 955 mil euros depositados em três contas diferentes da Caixa Geral de Depósitos e 12 mil euros em duas contas na agência que gere a dívida pública, o IGCP. A Secretaria-Geral tinha nessa altura um fundo de maneio de 19 mil euros, guardados num cofre.

Palácios são próprios, mas há imóveis alugados

São propriedade da Presidência da República o Palácio de Belém e o Palácio da Cidadela de Cascais. Há depois quatro imóveis que foram cedidos gratuitamente: um armazém na Calçada da Ajuda, a Casa do Regalo (onde foi instalado o gabinete do ex-presidente Jorge Sampaio), uma fracção no Edifício Presidente (na avenida 5 de Outubro, onde funciona o gabinete de Ramalho Eanes) e parte do Convento do Sacramento, para onde se vai mudar Cavaco Silva. Estão ainda alugados dois imóveis: um 2º andar na Rua de São Bento, onde está instalado o trabalho de Mário Soares, e a Associação de Resgate-Instituto Conde Agrolongo.

O gabinete de Maria Cavaco Silva 

A mulher do Presidente, Maria Cavaco Silva, tem direito a um gabinete próprio, que funciona na Casa Civil, constituído por dois adjuntos e um secretário.

Quatro secretárias, um médico e dois enfermeiros

Cavaco Silva tem um chefe de gabinete, dois adjuntos, duas secretárias pessoais, uma assessora e uma consultora. Também tem direito a um médico e dois enfermeiros. O médico e um dos enfermeiros recebem 3.174 euros. A enfermeira ganha 2.987 euros. Todos recebem despesas de representação.

Chefe da casa civil recebe despesas como um governante

O chefe da Casa Civil e o chefe da Casa Militar podem receber 3.734 euros, o valor do salário de um director-geral, caso não queiram optar pelo vencimento de origem. Mas têm direito a despesas de representação iguais às dos secretários de Estado: 1.522 euros mensais. O Presidente tem direito a um salário de 7.249 euros (do qual abdicou para receber uma pensão a rondar os 10 mil euros) e despesas de representação de 2.963 euros – que recebe.

Presidente tem 49 carros ao dispor

A lei diz que o Presidente tem direito  "a veículo para uso pessoal", mas não estabelece qualquer limite ao número de carros. No final de 2014, a Presidência tinha no seu parque automóvel 49 viaturas, 13 do Estado e 36 em regime de aluguer de longa duração. O Presidente, a sua esposa ou os ex-presidentes têm motorista pessoal.

14 comentários:

  1. Privilégios que não são de agora, mas que, dada a situação em que o país se encontra, nos escandalizam cada vez mais.

    Um beijinho, Pedro

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ora aí está precisamente o que eu penso, Miss Smile.
      Se estes privilégios já seriam revoltantes num qualquer outro tempo, agora, que se atravessam dificuldades, que se diz que os portugueses gastam em demasia, muito mais revolta causam.
      Beijinhos

      Eliminar
  2. Não costumo dizer palavrões, nem vou começar agora, mas ... "que o pariu" !!!
    ....Uma pergunta se impõe: será que foi ele que impôs tudo isso ? ... ou será que somos realmente um país das bananas que valorizamos tanto como isso os políticos ?
    É que o mal infelizmente, não fica só pela Presidência da República ! ... O mal é generalizado a todos os políticos ! Eles é que fizeram as leis e permitiram essas benesses generalizadas !
    ... e continuamos a "fazer vénias" a esta "Democracia exemplar" ! ... é que já começa a ser caso de exigir um "Salazar" (democrático) que ponha isto tudo na ordem !!! ... mas onde é que ele anda ? ...
    Veja-se os casos dos países nórdicos !

    Abraço Pedro !

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois é, Rui, quando as pessoas fazem leis que se vão aplicar a eles próprios, têm tendência a abusar.
      É humano, é de quem não tem vergonha.
      Aquele abraço

      Eliminar
  3. Sem comentários, Pedro.

    Agora a última dos "xuxalistas" é os "deputados honorários"...(http://observador.pt/2016/02/15/novidade-na-ar-deputados-honorarios/).

    Haja paciência, meu amigo, para tanto m@manço às nossas custas.

    Aquele abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Os lunáticos tornam mesmo conta do asilo.
      Um pouco por toda a parte.
      Aquele abraço

      Eliminar
  4. Não compreendo a necessidade de haver 49 viaturas. Talvez 12….. : )

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Catarina,
      Perguntei à pessoa que me deu a conhecer isto quantos rabos têm os PR?
      E de que tamanho??
      Devem ser enormes!!!
      Um atentado à pobreza num tempo de dificuldades.

      Eliminar
  5. Sempre foi um escândalo, mas face à crise é pior. Também se admite que os ex-presidentes da república tivessem uma subvenção especial, mas o que eles têm é também um exagero que duvido exista noutros países.
    Um abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Até isso me ofende, Elvira Carvalho.
      Um PR tem tudo pago, bom salário, ajudas de custo, reforma no final da vida activa, porque é que tem que ter uma subvenção que nenhum outro trabalhador tem?
      Um abraço

      Eliminar
  6. Será que a partir de 6 de Março vamos ter mais gente no desemprego?
    Duvido.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Poderemos ter substituição de gente, António.
      Mas não acredito que haja mais desemprego.
      Mudança de cadeiras.

      Eliminar
  7. Sempre assim foi. Mentira! Antes do abril, 25, as "coisas" tinham regras.

    Beijo, Pedro!

    PS: ando atarefada com o tempo. Detesto andar com ligeiro stress. Estou a ver k tenho de parar, temporariamente, o meu blogue. O fim de semana está à porta e ainda nem uma linha escrevi para publicar. Estou a orientar e depois avaliar estágios. Isto de se ser "velha" tem as suas "desvantagens".

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Os blogues são time consuming, CÉU.
      Quando é possível, óptimo.
      Quando não é, paciência.
      Estamos aqui e estamos atentos.
      Quando houver possibilidade, volta em força.
      Beijo

      Eliminar