29 de dezembro de 2015

Irrevogável (e sem vírgulas)


As últimas horas vieram confirmar um cenário que se vinha anunciando nos últimos dias - Paulo Portas vai abandonar a liderança do CDS/PP no próximo Congresso do Partido.
Dezasseis anos depois de ter sido eleito para o cargo, com um intervalo de dois nos quais esteve literalmente na sombra de Ribeiro e Castro, Paulo Portas acha que é tempo de abandonar a liderança do Partido que ajudou a transformar.
Ao contrário de outras bem conhecidas, esta parece ser mesmo uma decisão irrevogável.
Paulo Portas afirma que pretende dar a oportunidade aos mais jovens de intervirem no espaço público e político-partidário.
Se isso poderá ser verdade, também não será alheia a esta decisão a visão táctica e estratégica que se tem que reconhecer ao político Paulo Portas, goste-se ou não do personagem.
O CDS/PP passou os anos mais recentes envolvido na coligação que governou Portugal.
Qual terá sido o desgaste para o Partido, e o que valerá neste momento em termos eleitorais, são questões de muito difícil resposta.
Sair neste momento é, não sejamos ingénuos, o caminho mais fácil para Paulo Portas.
Com uma imagem profundamente abalada por múltiplos episódios por todos amplamente conhecidos, Paulo Portas afasta-se (o abandono do lugar de deputado parece ser também um dado adquirido) e deixa ao novo líder a tarefa espinhosa de fazer do CDS/PP um partido com peso eleitoral, agora longe do cenário de coligação com o PSD.
Este gesto, aparentemente altruísta (Paulo Portas deixa caminho livre ao novo líder), terá sido muito bem pensado nas suas múltiplas consequências por Paulo Portas, claramente desmotivado para liderar o Partido na oposição ao actual Executivo.
Acredito que esta será mesmo uma decisão irrevogável e sem vírgulas.
Pelo menos nos tempos mais próximos.

39 comentários:

  1. Concordo absolutamente contigo. Duas notas adicionais. Portas tem tido pressão da nova geração de líderes para se afastar. Há vários que ambicionam o poder partidário. No PSD há um mal-estar crescente com esta associação eleitoral que teve a sua razão de ser mas se esgotou. A coligação forçou uma viragem à direita no PSD que desagrada a muita gente. Portas é também imprevisível e este casamento de circunstância foi difícil de gerir. Abre-se agora a possibilidade de o PSD ocupar o lugar do centro deixado vago pela viragem à esquerda do PS. Isso será clarificado para o próximo ano no congresso. O PP tem um lugar na ala conservadora do eleitorado que quer Estado Providencial, protecção da família e dos costumes, uma ligação mais forte à Igreja Católica, anulação da lei do aborto e da lei do casamento de homossexuais. Um partido republicano americano na tradição de Nixon e Reagan.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. As dissensões com o PSD, se já se pressentiam, ficaram bem claras na votação do Orçamento, Arnaldo.
      Paulo Portas não está disposto a liderar o CDS/PP na oposição, sem saber muito bem o que vale em termos eleitorais neste momento, o comportamento em eleições que julga próximas.
      Sai no melhor momento para ele.
      E, concordo contigo, permite ao CDS/PP e ao PSD uma melhor arrumação no xadrez político português.
      Grande abraço para ti!

      Eliminar
  2. ~~~
    ~ Excelente análise.

    Que acabe, de vez, com as figuras tristes
    de menino mimado ressabiado, que apenas
    o ridicularizam e que nada abonam a classe
    política portuguesa.

    ~~~ Beijinhos. ~~~
    ~~~~~~~~~~~~~~~~~~

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Para tomar esta iniciativa ele já deve ter alguma carta na manga, Majo.
      Não dá ponto sem nó.
      Beijinhos

      Eliminar
    2. Concordo completamente, Pedro.

      Contudo, o embaixador Seixas Costa fez-lhe, há dias, um 'post' com uma análise política que o focava de uma forma bastante irónica...

      Por sinal, o blogue é frequentado pela Helena Sacadura Cabral, de quem o embaixador se diz amigo.

      ~~~ Beijinhos. ~~~

      Eliminar
    3. O Paulo Portas é um tipo muito inteligente e muito culto, Majo.
      Mesmo que não se concorde com as ideias e a praxis política dele há que lhe reconhecer valor, talento.
      O que não impede a crítica e o bom humor.
      Beijinhos

      Eliminar
    4. ~~~
      Apenas lhe reconheço talento
      para render-se à sede de poder desprezando os seus princípios 'irrevogáveis'...

      A sintonia e bom humor que partilhava com Passos e Relvas, a prática da 'caridadezinha', conluio, tiques e ressabiamentos há muito retiraram-lhe o respeito democrático.
      ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

      Eliminar
    5. Portas não é propriamente a minha praia, Majo.
      Mas lá que é um tipo brilhante, lá isso é.
      Tem tanto de brilhante como de sacana, diria eu.
      Beijinhos

      Eliminar
  3. PP, não dá ponto sem nó, Pedro!
    Mais uma vez parece-me que acertou na mouche.
    Não concordo porém com o facto de ter estado na sombra de Ribeiro e Castro pois esse não lhe chega aos calcanhares.
    Boa semanana!
    Mor

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Na sombra no sentido de lhe estar a fazer sombra, Mor.
      Nos dois anos que Ribeiro e castro dirigiu o CDS/PP Paulo Portas esteve sempre presente.
      Para atazanar a vida ao líder.
      Agora parece que não vai estar presente.
      Veremos se não estará omnipresente.
      Até porque parece muito difícil que o futuro líder não seja um dos seus delfins.
      Boa semana!

      Eliminar
  4. Concordo com o que escreveste mas o CDS/PP apesar de hoje ser tão fraquinho em termos de eleitorado, acho que irá para os fins da lista.

    Goste-se ou não de PP a meu ver tem imensa bagagem política ao invés de muitos que se julgam superiores.


    Beijocas e um bom dia

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Gostar, ou não, da pessoa, não invalida que se lhe reconheça valor.
      Quanto mais não seja que não se reconheça que é um refinado malandro.
      Não é qualquer um que o consegue ser, é preciso arte.
      E Paulo Portas tem essa arte.
      Beijocas

      Eliminar
  5. Excelente, veremos se será irrevogável e sem virgulas.
    Aproveito para te desejar um 2016 pleno de realizações.
    Beijo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Para já acredito que sim, Cristina Sousa.
      O que não significa que, lá mais para a frente, e se as condições lhe agradarem, Paulo Portas não revogue o irrevogável.
      Votos de Fabuloso 2016!!
      Beijo

      Eliminar
  6. Grande e lúcida análise, Pedro.

    Portas é inteligente, temos que o reconhecer, mas é ainda mais, alguém em quem não se pode confiar em nenhum aspecto.

    O seu carácter sibilino só se importa consigo e os seus objectivos, que tenta alcançar sem olhar a meios.

    Não ficam nem saudades nem pena.Excepto uma : a de não ter sido condenado judicialmente no caso dos submarinos !

    Um bom final de ano na companhia das suas três meninas :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Curiosamente Paulo Portas dá a ideia de ter sido das pessoas que mais sentiu a aliança de esquerda e que pior reagiu à mesma.
      Esta saída intempestiva da liderança do Partido que ele reinventou vem nessa linha.
      Paulo Portas não se imagina a fazer oposição a este Executivo, muito menos aceita essa hipótese.
      Sai de cena, mas terá planos e ficará à espreita.

      Esse caso dos submarinos foi dos que mais o chamuscou neste seu percurso político, São.
      Vamos ver se algum dia viremos a saber toda a verdade acerca desse episódio ainda hoje rodeado de dúvidas.

      Bom final de ano

      Eliminar
  7. Pouco percebo de política. Mas já contava com esta saída. Apenas por simpatia com a pessoa, gostava que ficasse a Assunção Cristas no lugar dele.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Assunção Cristas é uma das favoritas ao lugar, Maria do Mundo.
      Embora a maioria do PP alegadamente suspire por Nuno Melo.

      Eliminar
  8. Paulo Portas não tinha opção. Depois do que fez e disse, era-lhe difícil manter-se com a cabeça fora de água.
    Portas sabe que mais cedo ou mais tarde 'vai à vida'. Então, nada como uma jogada de antecipação.
    Já se ouve dizer que PP poderá seguir para um lugar de destaque europeu. Não sei qual o fundamento mas não creio ser possível. Porque Portas não era, só por si, uma pessoa bem querida no cenário europeu e porque Coelho não lhe vai escrever uma carta de recomendação. Porque não quer e porque, neste momento, o ainda líder laranja não tem a influência que teve.
    Seria bom para Portas que alguém se atrevesse a criar um jornal e lhe desse a direcção do mesmo.

    Um abraço, Pedro.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O Parlamento Europeu é o destino mais falado, António.
      Mas não faltarão alternativas a Paulo Portas.
      O mesmo que, ao longo destes anos, construiu aquilo a que os chineses chamam um óptimo guanxi (rede de conhecimentos, de amigalhaços).
      Aquele abraço

      Eliminar
  9. Cá para mim já foi tarde... Vamos também ver se os seus sucessores não fazem o mesmo à sua foto do que ele fez à de Freitas do Amaral. É que não tenho a certeza se ele e Passos não podem ser incriminados em algum processo por gestão danosa, tráfico de influências, ou assim... :)

    Beijocas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Os sucessores dele devem ser delfins dele, Teté.
      Não acredito em revoluções dentro do PP.
      Beijocas

      Eliminar

  10. Amigo Pedro, hoje venho aqui para lhe desejar um excelente 2016 na companhia da sua família.
    Obrigada pelas visitas e comentários ao longo do ano.

    Um beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Votos de um EXCELENTE 2016 para a Fê e família também.
      Beijinhos

      Eliminar
  11. Sair pela porta da frente enquanto é tempo, ele sabe as todas, é do pior, arrogante e sem escrúpulos!

    Um beijinho Pedro e um Bom Ano.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É um mestre na arte de ser arrogante a asem escrúpulos, Adélia.
      Há muitos mais assim.
      Mas não passam de aprendizes quando comparados com ele.
      Beijinhos, Bom Ano

      Eliminar
  12. Se ele foi um bom líder vai ser uma pena, mas tomara que venha um homem digino e de boas ideias.
    Feliz 2016, que este ano seja de grandes realizações e alegrias.
    Abraços.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Um EXCELENTE 2016 para si e família também, Anajá.
      Abraços

      Eliminar
  13. Portas é macaco velho. Sai de livre vontade, antes que o mandem embora. Uma coisa que o Lopetegui devia fazer também.
    Um abraço e que 2016, seja apenas e só aquilo que o amigo deseja que seja.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Esse espanholito anda a moer-me os nervos, Elvira Carvalho.
      Se não faz um bom resultado em Alvalade os tripeiros tiram-lhe o escalpe.
      E já é tarde.
      Um abraço, um EXCELENTE 2016.

      Eliminar
  14. Que estará ele a preparar?! Brilhante de inteligência, não é, nem de longe nem de perto, pessoa fiável...

    Feliz Ano Novo!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Parlamento Europeu, ao que consta, Graça.
      Não vai ficar no desemprego de certeza.
      Feliz Ano Novo também!

      Eliminar
  15. A análise parece-me correcta, porém, acrescento-lhe uma ressalva: aparentemente.
    Sai assim de circulação? Claro que o papel a que estava votado depois da queda da aeronave não lhe era favorável. Ele tem uma ambição maior do que as circunstâncias lhe podem oferecer. Daí esta saída. Mas onde irá ele acoitar-se ou "imunizar-se" contra as minas que deixou no terreno? especialmente durante o tempo em que esteve no Ministério da Defesa Nacional.
    Como se diz acima, ele não dá ponto sem nó, quando não a fortaleza vem abaixo.
    Bom ano 2016!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não sai de circulação, Agostinho.
      Recorrendo a uma expressão que Santana Lopes celebrizou, vai andar por aí.
      À espreita de uma oportunidade para voltar como salvador.
      Desde que não seja para fazer oposição a Costa.
      Bom Ano!!

      Eliminar
  16. Acredito, POR AGORA, Pedro!
    Paulo Portas é o político mais "habilidoso", estratega, inteligente e esperto, que há na politica portuguesa. Agora deixou a liderança do partido, segue-se Parlamento Europeu, acho eu, e depois regressa, de forma triunfal, para reerguer o partido, tornado-se, de novo líder do CDS.
    Acredite que o partido vai perder muito do seu carisma, bom ou mau. Com aquele "menino" não brincam! Ele, às vezes, é que brinca com os outros.

    Boa semana e EXCELENTE ANO NOVO.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Daí a ressalva final, CÉU.
      Por agora, é irrevogável.
      Daqui a uns tempos, veremos.
      Um tipo brilhante mas nada confiável.
      EXCELENTE ANO NOVO também!
      Beijinhos

      Eliminar
  17. Coimbramigo

    Branco é, galinha o põe. Com a confirmação de notícia que corria pelos bastidores da cena política fica (quase) tudo esclarecido (???) Paulo Portas demitiu-se (outra vez) da liderança do CDS/PP. E de deputado. Desta feita não é uma decisão irrevogável, é uma decisão para a vida, Portas dixit. Porém nestas decisões do Paulinho das feiras há sempre que ter muito cuidado. Para a vida – qual? Portas que é católico ou pelo menos diz que o é, renega os que dizem que há só uma, pelo contrário sublinha que há duas: no poder e no… poder. E, recorde-se que a única coisa certa na vida é a morte…

    Além do mais é preciso entender a jogada do maior e mais refinado parceiro que tem tido um percurso sinuoso na política em Portugal. Prefiro utilizar o termo pulhítica que é o que melhor se coaduna com a prática de quem é o líder partidário mais longevo. Afirma-se que Portas espera o tempo que for necessário para ser Presidente da República. Com a habilidade e o jogo de cintura de que usa e abusa, quem sabe se conseguirá esse desiderato…

    Dando de barato que ele é um cidadão brilhante, não se pode esquecer do "assassino" do PSD/PPD que matava no "Independente" de que era o director. Se brilhante quer dizer trampolineiro, então o Miguel Relvas é brilhante...

    A ânsia de poder e de tachos é constante em PP e para os alcançar não se coíbe de nada. Um dia quando voltar (quando?) virá no meio do nevoeiro montado num cavalo branco. E como gosta de sarilhos, submarinos, Pandurus, Universidade Moderna e muitos mais, o equino deverá ser da GNR... Fardas é com ele

    一個大大的擁抱 do Leãozão

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. FerreirAmgo,
      Se é essa a ideia do Portas, e já ma sopraram ao ouvido várias vezes, então ele tem muito que pedalar.
      Com os anti-corpos que criou, até dentro do próprio Partido!!, vai buscar votos onde??
      Não me admirava que, na sua soberba, Paulo Portas se julgue capaz de reunir consensos para chegar a PR.
      É melhor fazer uma recontamento das espingardas se realmente é nisso que está a pensar.
      Seria um tiro que falharia o submarino, perdão, o porta-aviões.
      Claramente na água.
      E água já ele meteu que chegue.
      Toma lá um abraço, faz-me o favor de dar um beijinho à Raquel, e tenham um 2016 Esplêndido!

      Eliminar
    2. Um gajo escreve uma recontagem e o fdp do IPad vai buscar aquela trampa que ali ficou.
      Que raio de máquina teimosa e estúpida!

      Eliminar