26 de agosto de 2016

O que se aprende com os miúdos do 2º ano


- A minha tia tem tantas dores nos braços que mal consegue erguê-los por cima da cabeça; e com as pernas é a mesma coisa.
(Acho que a mim aconteceria o mesmo às pernas.)

- Um círculo é um quadrado redondo.
(Também pode ser visto assim...)

- A terra gira 365 dias todos os anos, mas a cada 4 anos precisa de mais um dia e é sempre em Fevereiro. 
Não sei porquê. 
Talvez por estar muito frio.
(Um génio!)

- A minha irmã está muito doente. 
Todos os dias toma uma pílula, mas às escondidas para os meus pais não ficarem preocupados.
(Sem comentários!)

(Todas da colaboração com o FerreirAmigo)

BOM FIM-DE-SEMANA!

IMI


O azeite virgem


25 de agosto de 2016

O adeus à Uber


Os lóbis em Macau ainda são o que eram e há muito têm sido - poderosas máquinas de pressão política, de defesa de interesses económicos e corporativos.
Tão poderosas que conseguiram, no espaço de sete meses, levar ao desespero a Uber.
A empresa que viu os seus serviços serem reconhecidos e legalizados um pouco por todo o Mundo, incluindo no interior da China, abandona Macau nos primeiros dias do mês de Setembro vergada ao peso das pressões que se diz alvo e da incapacidade de legalizar os serviços que se propõe prestar (a Uber é por natureza concorrencial do serviço de táxis por isso não faz sentido nenhum que lhe seja proposto candidatar-se a licenças de táxi).
No meio de acusações gravíssimas às autoridades administrativas e policiais de Macau, a Uber, que se propunha concorrer com um péssimo de serviço de táxis como o que é oferecido em Macau, vê-se obrigada a procurar outras paragens para continuar o seu modelo de negócio.
E eu só quero deixar uma pergunta - no dia em que precisar de transporte, eu e/ou a minha família, que tentar pedir um táxi, se tiver a sorte de a minha chamada ser atendida (e é preciso muita sorte para isso acontecer!!), só para me comunicarem que não há táxis disponíveis, devo telefonar a quem??

Intemporais (40)

Uma singela homenagem...

24 de agosto de 2016

Um néctar encorpado e muito saboroso

Há cerca de uma semana escrevia neste espaço que o Porto que fora servido tinha um travo amargo.
E antevia a eliminação da equipa portista na pré-eliminatória da Liga dos Campeões porque não acreditava numa vitória em Roma.
Felizmente não podia estar mais enganado.
Não só o néctar servido ontem em Roma foi encorpado, personalizado, cheio de cor e sabor, como o Futebol Clube do Porto conseguiu uma vitória inteiramente justa, merecida, indiscutível e convincente.
Vitória que implica prestígio, dinheiro (muito dinheiro!), que reforça a moral.
Mas que, como com o tão famoso néctar da região, não pode dar lugar a exageros.
Se é verdade que o Porto foi altaneiro, dominador, foi acima de tudo equipa, conjunto, colectivo, também não é menos verdade que o adversário cometeu erros perfeitamente suicidas.
As duas expulsões, inteiramente justificadas e a deixarem Maxi lesionado com gravidade, a saída extemporânea e disparatada do guarda-redes que dá origem ao segundo golo, foram prendas que o Porto soube aproveitar e agradecer.
Três golos marcados (o terceiro é delicioso!), nenhum sofrido, segurança defensiva que há muito não se via na equipa do Porto, são bons indicadores para o futuro.
Mas não mais que isso.
Venha agora o sorteio da fase de grupos, mais uma vez com três equipas portuguesas envolvidas.

Trindade

HOJE TINHA QUE SER :)

23 de agosto de 2016

Vítimas, dizem eles


Haider e Ridha são dois gémeos de 17 anos.
Mas Haider e Ridha não são apenas dois gémeos de 17 anos.
Haider e Ridha são os filhos do embaixador iraquiano em Portugal.
Os mesmos que espancaram barbaramente em Ponte de Sor o jovem Rúben Cavaco, de 15 anos, que continua internado em coma induzido e com prognóstico muito reservado.
Os mesmos que se apresentaram ontem em entrevista à SIC alegando ter agido em legítima defesa e dizendo-se vítimas de uma situação que ocorre todos os dias em Portugal.
Haider e Ridha, dois bárbaros que agem a coberto da imunidade diplomática que o estatuto do papá lhes confere, depois de terem espancado e desfigurado um garoto de 15 anos, têm o desplante de insultar Portugal e os portugueses em entrevista a uma estação televisiva portuguesa.
Espancamentos que deixam pessoas em coma acontecem todos os dias em Portugal??
Vai sendo tempo de dar uma lição a estes fedelhos e ao papá.
Não sendo possível aplicar-lhes a Lei de Talião (vontade não falta...), em vez de lhes dar tempo de antena é necessário ensinar a esta escória que imunidade e impunidade são coisas muito diferentes.

Porto (Portugal) - casas especiais












































22 de agosto de 2016

O GÉNIO MEIO SURDO


O homem entra num bar e diz para o barman:
- Eu queria que o senhor me pagasse uma bebida!
O barman, muito admirado, responde que não.
Diz que o bar dele não é a Santa Casa de Misericórdia.
- Ah! Mas eu tenho aqui uma coisa impressionante e, se eu lhe mostrar, você vai me pagar uma bebida!
O barman, intrigado, pede que ele mostre.
Então o cliente tira do casaco um baralho de cartas, com cerca de 30 cm de tamanho.
O barman fica perplexo e, como nunca tinha visto um baralho de cartas tão grande, resolve pagar uma bebida ao homem.
Alguns jogos e copos depois, o barman resolve perguntar ao homem onde é que ele tinha arranjado tão estranho baralho.
- É que encontrei um génio que concede desejos!
O barman, todo empolgado, pede logo ao homem que lhe mostre o génio, para pedir alguma coisa.
O homem dá uma lâmpada ao barman, que a esfrega, e, realmente, aparece o tal génio, dizendo o seguinte:
- Vou conceder-te um único desejo, mas rápido, que eu quero voltar a dormir!
O barman então, sem pensar muito, pede a primeira coisa que lhe vem à cabeça:
- Quero um milhão! "UM MILHÃO EM NOTAS!
O génio estala os dedos e, de repente, o bar fica entulhado de botas.
- Botas??? Eu pedi um milhão em notas e não em botas!
E, virando-se para o homem:
- Esse génio é um bocado surdo, não acha???
O homem responde:
- Claro que é, você tem alguma dúvida? Para quê que eu ia querer um BARALHO de 30 cm?!

BOA SEMANA!